Portugal lidera queda em linha das vendas a retalho na zona euro

Portugal lidera queda em linha das vendas a retalho na zona euro
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Portugal lidera a quebra em linha das vendas a retalho entre os 19 países da zona euro. De acordo com os dados revelados esta quarta-feira pelo

PUBLICIDADE

Portugal lidera a quebra em linha das vendas a retalho entre os 19 países da zona euro. De acordo com os dados revelados esta quarta-feira pelo Eurostat, as vendas a retalho em Portugal caíram 5,2 por cento no mês de março face ao registado em fevereiro em contraciclo com a Finlândia, o parceiro da moeda única onde as vendas mais subiram (1,1 por cento) em março.

Breaking! #Eurozone retail sales fall more than expected (-0.5%) in March. YoY +2.1%, comfortably beating the US. pic.twitter.com/KR3xLOQNFo

— jeroen blokland (@jsblokland) 4 de maio de 2016

(Vendas a retalho na zona euro caiem mais do que o esperado (-0,5 por cento) em março.
No homólogo, subiu 2.1 poor cento, batendo confortavelmente os EUA.)

Na média dos “19” da moeda única, a queda foi de 0,5 por cento. Em termos de União Europeia, o recuo foi de 0,7 por cento. entre os “28”, atrás de Portugal nas quedas surgem a Dinamarca (-3,9 por cento) e a Estónia (-1,8 por cento).

A quebra em linha das vendas a retalho deveu-se sobretudo à redução de gastos no setor da comida, bebidas e tabaco (-1,3 por cento); nos produtos não comestíveis (-0,6 por cento); e nos combustíveis para automóveis (-0,1 por cento).

Em termos anuais, isto é, face a março do ano passado, registou-se, por outro lado um aumento das vendas, sobretudo, na Europa a 28 (2,4 por cento contra 2,1 por cento entre os 19 da moeda única).

Nesta comparação homóloga, o aumento de vendas na União Europeia foi liderado em março pela Roménia, com um crescimento de 18,4 por cento. Em Portugal, as vendas homólogas subiram 2,6 por cento.

Latest #PMI results suggest that #eurozone remains in low gear at start of second quarter https://t.co/MUVsxuXObcpic.twitter.com/1KJfDLJTDz

— Markit Economics (@MarkitEconomics) 4 de maio de 2016

(Os últimos resultados do PMI sugerem que a zona euro continua em velocidade baixa no início do segundo trimestre.)

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Millennials vão tornar-se a "geração mais rica da história"

Inflação na zona euro desce para 2,6%

Preço do azeite sobe mais de 50% num ano na UE, Portugal registou o maior aumento