EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Euro2016: Futebol com pouco álcool

Euro2016: Futebol com pouco álcool
Direitos de autor 
De  Patricia Cardoso com Reuters, AFP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os confrontos entre adeptos russos e ingleses em Marselha deixam um gosto amargo no início do Euro2016.

PUBLICIDADE

Os confrontos entre adeptos russos e ingleses em Marselha deixam um gosto amargo no início do Euro2016.

Face à violência, o ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, pediu aos prefeitos para proibirem a venda, consumo e transporte de bebidas alcoólicas nas vésperas e dias de jogos em todas as zonas sensíveis. Ou seja, junto aos estádios e das zonas de acolhimentos dos adeptos. Pode mesmo ser proibida a venda de álcool, em recipientes de vidro, nas esplanadas.

No interior das zonas dedicadas aos fãs, a venda não se aplica. Um alívio para as marcas oficiais, como a cervejeira dinamarquesa Carlsberg, que pagou 80 milhões de euros para patrocinar o evento.

A interdição de venda já foi aplicada em Toulouse e Lyon para os jogos desta segunda-feira. Mas a decisão é difícil de aplicar. Os fãs encontram onde comprar bebidas e há adeptos belgas que diziam ter trazido cerveja de casa, já que a francesa não era boa.

Le Préfet interdit la vente d'alcool à emporter aux supporters les jours de match dans tout type de commerce. #hooligans#Lyon#sécurité

— Préfet Rhône (@prefetrhone) 13 de junho de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

BCE mantém as taxas de juro inalteradas, uma vez que o controlo da inflação continua a ser fundamental

O sentimento económico da Alemanha desce mais do que o esperado: A recuperação está em risco?

A reeleição de Trump poderá afetar a economia europeia em 150 mil milhões de euros