Retoma irregular da atividade industrial na zona euro

Retoma irregular da atividade industrial na zona euro
De  Patricia Cardoso com REUTERS, MARKIT
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A atividade industrial da zona euro registou uma aceleração modesta no mês de setembro, graças à subida das encomendas de dentro e fora da união monetária, mas a retoma do setor é…

PUBLICIDADE

A atividade industrial da zona euro registou uma aceleração modesta no mês de setembro, graças à subida das encomendas de dentro e fora da união monetária, mas a retoma do setor é irregular.

O índice PMI do setor industrial da Markit subiu dos 51,7 para os 52,6 pontos. O índice relativo às encomendas atinge os 53,4 pontos, depois de em agosto ter registado 51,4 pontos, o valor mais baixo em 18 meses. As empresas estão também a contratar mais.

Alemanha e Áustria registam um forte crescimento do setor industrial. Já em França prolonga-se a queda, embora de forma menos acentuada.

Na Irlanda houve uma inversão de tendência. O setor industrial regista uma desaceleração.

Em Espanha e em Itália há uma retoma muito ligeira.

#Eurozone mfg #PMI at 52.6 in Sep. Solid growth in #Germany, #Austria and #Netherlands. #Greece + #France in decline https://t.co/goJAkyi5Q7pic.twitter.com/MRrlTabaUj

— Markit Economics (@MarkitEconomics) 3 de outubro de 2016

#Eurozone mfg #PMI at 52.6 in Sep. Solid growth in #Germany, #Austria and #Netherlands. #Greece + #France in decline https://t.co/goJAkyi5Q7pic.twitter.com/MRrlTabaUj

— Markit Economics (@MarkitEconomics) 3 de outubro de 2016

Os dados da Markit são, em parte, uma boa notícia para o Banco Central Europeu. No entanto, os analistas estimam que não há razões para festejar e esperam pelos resultados do setor dos serviços.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A guerra entre Israel e o Hamas está a afetar a economia israelita

Mercado único europeu coloca objetivos ecológicos e digitais no centro das atenções em 2024

Comissão Europeia revê em baixa previsões de crescimento económico