EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Bruxelas elogia mudança de tom do Governo de Itália

Bruxelas elogia mudança de tom do Governo de Itália
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Antes de colocar de lado uma ação disciplinar, a Comissão Europeia pediu a Roma mudanças substanciais e concretas.

PUBLICIDADE

A Comissão Europeia elogiou, esta segunda-feira, a mudança do tom do Governo de Itália, relativamente ao Orçamento do país para 2019, que viola as regras fiscais do bloco.

Antes de colocar de lado uma ação disciplinar Bruxelas pediu a Roma mudanças substanciais e concretas.

"Posso ver que há algumas propostas que estão a aparecer e que estamos a discutir, em conjunto. Essas propostas vão na direção certa, mas obviamente a lacuna ainda é consistente. Não estamos no fim da estrada e paralelamente, a Comissão tem de fazer o seu próprio trabalho, que é preparar as decisões", afirma o comissário europeu para os Assuntos Económicos, Pierre Moscovici.

A Itália arrisca-se a ter de pagar uma multa de até 0,5% da produção económica ou cerca de 9 mil milhões de euros caso recuse cumprir o Procedimento de deficit excessivo.

Duas décadas depois do lançamento da moeda única, o antigo líder do Banco Central Europeu afirmou que hoje o Eurogrupo está mais bem preparado para enfrentar as crises.

Jean-Claude Trichet afirma que "no caso italiano, a Itália tem um superavit em conta corrente. Tem um superavit primário fiscal. Portanto, não podemos comparar a Itália hoje e a Itália do passado, assim como a Grécia hoje e a Grécia do passado, ou todos os outros países. Se a Itália quiser dar a pior imagem possível da sua própria estratégia alarmando os investidores na Itália, na Europa e no resto do mundo, estará a lutar contra os interesses de Itália, dos cidadãos italianos com as taxas de juros a subir rapidamente, as taxas de juros dos mercados e não as que são decididas pelo BCE mas decididas pelos participantes dos mercados ".

A Comissão Europeia pode propor um Procedimento por Défice Excessivo, no dia 19 de dezembro, para fazer com que Governo italiano reconfigure as finanças públicas de acordo com as regras do bloco.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alternativa ao lítio: Pode o manganésio substituir as baterias de lítio dos veículos elétricos?

Banco Central Europeu corta taxas de juro em linha com as expetativas do mercado

Riqueza das nações: o fosso cada vez maior entre ricos e pobres na Europa