EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Utilizadores do Whatsapp vítimas de ataque cibernético

Utilizadores do Whatsapp vítimas de ataque cibernético
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Whatsapp está a pedir aos utilizadores que atualizem a aplicação para a última versão disponível, uma vez que "um número selecionado de utilizadores" pode ter spyware instalado nos seus telemóveis.

PUBLICIDADE

O Whatsapp está a pedir aos utilizadores que atualizem a aplicação para a última versão disponível, uma vez que "um número selecionado de utilizadores" pode ter spyware instalado nos seus telemóveis.

O ataque cibernético terá sido orquestrado por uma empresa israelita que explorou uma grande vulnerabilidade da app.

Jennifer Baker, jornalista do Brusselsgeek.com, especializada nas políticas da União Europeia para o setor da tecnologia explica as particularidades deste ataque. "Não sabemos quem é que está a ser alvo, embora o spyware tenha sido encontrado em telefones de advogados de Direitos Humanos e jornalistas. Por isso, pode tirar as suas próprias conclusões sobre quem quererá atingir essas pessoas. O problema é que depois de serem criados estes, estão aí fora e é muito difícil controlar quem tem acesso a elas".

Um grupo de piratas informáticos terá conseguido instalar à distância software de vigilância em telemóveis e outros dispositivos. O acesso a todos os dados de um telemóvel seria possível com uma chamada, mesmo que a pessoa não atendesse.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Elon Musk obtém apoio dos acionistas para um pacote salarial de 52 mil milhões de euros

China já reagiu a decisão de União Europeia sobre tarifas nos carros elétricos

Eleições europeias: será que a onda de extrema-direita vai pressionar o sector das energias renováveis?