Ryanair anuncia encerramento de bases aeroportuárias

Ryanair anuncia encerramento de bases aeroportuárias
Direitos de autor رويترز
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A empresa justifica decisão com atrasos na entrega de encomendas de aviões Boeing 737 MAX 200

PUBLICIDADE

A companhia aérea irlandesa de baixo custo Ryanair anunciou planos para a redução do número de voos ou encerramento de bases aeroportuárias no próximo inverno e no verão de 2020.

Na origem da decisão, diz a empresa, está a previsão de atrasos nas entregas de aviões Boeing 737 MAX 200, modelo que foi afetado por dois desastres aéreos.

O presidente executivo da companhia aérea, Michael O’Leary, disse, no entanto, que se mantém a encomenda de 135 aeronaves a serem entregues nos próximos cinco anos.

A Ryanair sublinhou que a medida terá impacto nos empregos e reduziu as previsões de aumento de passageiros no próximo verão de 7% para 3%.

Os acidentes com dois aviões Boeing 737 MAX 200, na Etiópia e na Indonésia, obrigaram a alterações nos aparelhos e nas novas unidades que estão a ser fabricadas pela construtora aeronáutica. Terão ainda de ser certificados pelas autoridades europeias e norte-americanas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Greves e despedimentos na Ryanair: o que está em causa?

Mercedes-Benz recolhe 250 000 veículos devido a risco de incêndio

Uber Eats altera anúncio polémico da Super Bowl por brincar com alergias alimentares