EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Guerra comercial EUA-China agita mercados

Guerra comercial EUA-China agita mercados
Direitos de autor 
De  Teresa Bizarroeuronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Donald Trump diz que os milhões chineses continuam a entrar nos EUA

PUBLICIDADE

A China recou na desvalorização acentuada da moeda. Esta terça-feira, vendeu títulos da dívida e equilibrou o Yuan, que tinha atingido mínimos de mais de uma década.

O movimento trouxe uma calma temporária aos mercados. Mas mantêm-se os receios, apesar das garantias do banco central chinês. "A desvalorização recente da taxa de câmbio do Yuan foi determinada pelo mercado. O Banco do Povo da China tem estado a trabalhar fortemente para manter uma moeda estável e uma taxa de câmbio equilibrada e tem apoiado a recuperação da economia global. A China sempre teimou em não fazer desvalorizações competitivas. Não usa e não usará a taxa de câmbio como uma ferramenta durante as negociações comerciais ", afirmou Wang Xin, diretor-geral do gabinete de análise do Banco Central chinês, em conferência de imprensa.

O presidente norte-americano diz que não há razões para preocupações porque os EUA estão numa posição muito forte; Há um volume enorme de dinheiro chinês a entrar no país e várias empresas estão até a mudar as sedes para os Estados Unidos.

Os analistas duvidam da sustentabilidade deste discurso. Steve Pruitt, especialista em administração pública, considera que Trump não poderá "continuar a dizer às pessoas - especialmente com este novo conjunto de taxas - que os chineses nos estão a pagar milhões de dólares" porque quando as pessoas, nas lojas, virem "um artigo que era 9,99 a 11,99 ou 12,99, vão perceber."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Otimismo em Wall Street

Moeda chinesa desvaloriza para níveis históricos

Elon Musk obtém apoio dos acionistas para um pacote salarial de 52 mil milhões de euros