EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Desemprego na Grécia em mínimos de oito anos

Desemprego na Grécia em mínimos de oito anos
Direitos de autor 
De  Ricardo FigueiraGiannis Karagiorgas
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O desemprego dos jovens voltou a níveis anteriores à crise financeira, mas continua muito alto em relação ao resto da UE.

PUBLICIDADE

O desemprego na Grécia está no nível mais baixo desde maio de 2011, um sinal positivo para o novo governo do país, numa altura em que a economia dá sinais de recuperação e mostra algum crescimento.

A situação em termos de emprego melhorou significativamente desde o pico atingido em setembro de 2013, altura em que a taxa de desemprego chegou aos 27.8%. Mesmo se agora é mais fácil ter emprego na Grécia, a taxa continua a ser de mais do dobro das médias da Zona Euro (7,5%) e da União Europeia (6,3%).

Na Grécia, ficou em maio nos 17,2% um valor cerca de dois pontos percentuais abaixo do do mesmo período do ano passado.

O desemprego dos jovens na Grécia caiu, em maio, para o valor mais baixo desde o início da crise. Mesmo assim, cerca de um terço dos jovens gregos continuam sem emprego, o que representa uma melhoria de 5 pontos percentuais em relação a maio do ano passado.

A falta de empregos no país faz com que 400 mil jovens gregos qualificados estejam agora a trabalhar no estrangeiro. A Grécia foi um dos países mais penalizados pela crise financeira. A recuperação tem sido lenta, mas constante.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grécia cumpre metas orçamentais e espera aliviar fardo aos gregos

Elon Musk obtém apoio dos acionistas para um pacote salarial de 52 mil milhões de euros

China já reagiu a decisão de União Europeia sobre tarifas nos carros elétricos