Tráfego aéreo diminuiu 90% na Europa

Tráfego aéreo diminuiu 90% na Europa
Direitos de autor Remy De La Mauviniere/AP2003
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Perdas de 14 mil milhões de euros apenas para as operadoras.

PUBLICIDADE

Num dia normal a rede europeia lidaria com 31 mil voos. Agora, o tráfego aéreo diminuiu 90% na Europa e as perdas financeiras são astronómicas. A AirFrance-KLM reportou perdas líquidas no valor de 1,8 mil milhões de euros no primeiro trimestre do ano, comparando com uma perda de 324 milhões de euros em relação ao mesmo período do ano passado.

Várias companhias aéreas europeias abandonaram os planos financeiros para o ano, já que a pandemia de Covid-19 gera um ambiente de incerteza generalizada sobre quando é que os negócios poderão voltar ao normal. Nesta altura, no ano passado, os voos com carga representaram cerca de 2% do total dos voos: partidas e chegadas. A 4 de maio de 2020 representaram 17%.

Os voos de carga nunca pararam, nem mesmo nos momentos mais críticos da pandemia. Assistimos a uma grande quantidade de vôos que transportaram equipamentos médicos, máscaras, ventiladores, principalmente da China, mas o tráfego de exportação também não parou.
Giovanni Costantini
Cargo Malpensa

A ACI Europe, uma associação de 500 aeroportos europeus, prevê perdas nos lucros no valor de 14 mil milhões de euros este ano apenas para as operadoras. A estimativa não inclui as lojas ou empresas que dependem da atividade dos aeroportos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Companhias preparam o regresso aos céus em segurança

Mercedes-Benz recolhe 250 000 veículos devido a risco de incêndio

Uber Eats altera anúncio polémico da Super Bowl por brincar com alergias alimentares