EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Comissão Europeia começa a regular condições de trabalho nas plataformas digitais

Comissão Europeia começa a regular condições de trabalho nas plataformas digitais
Direitos de autor MIGUEL MEDINA/AFP or licensors
Direitos de autor MIGUEL MEDINA/AFP or licensors
De  euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A nova economia das plataformas digitais e do trabalho online.

PUBLICIDADE

Na Europa cerca de 24 milhões de pessoas prestaram serviços através de plataformas digitais, pelo menos uma vez - aproximadamente 10% da força de trabalho europeia.

A maior parte das pessoas utiliza estas plataformas como uma fonte de rendimento extra, mas para, aproximadamente, 3 milhões de pessoas é uma fonte de rendimento principal.

A economia das plataformas veio para ficar. Novas tecnologias, novas fontes de conhecimento, novas formas de trabalho vão moldar o mundo nos próximos anos. E para todo o nosso trabalho na economia digital - são novas oportunidades que não devem vir com direitos diferentes On-line e também off-line - todas as pessoas devem estar protegidas e capacitadas a trabalhar com segurança e qualidade.
Margrethe Vestager
Vice-presidente executiva da Comissão Europeia

A Uber - uma das plataformas mais conhecidas - tem feito pressão pelos direitos dos motoristas numa política de flexibilidade e proteção.

O diretor executivo da empresa submeteu o Livro Branco à Comissão Europeia, uma lista de recomendações que inclui as condições contratuais dos trabalhadores da plataforma, intitulado "A Better Deal".

A empresa diz que em 2020, 600 mil motoristas de toda a Europa utilizaram a aplicação e acederam a oportunidades de trabalho flexíveis. Entre 2018 e 2020, estes trabalhadores ganharam mais de 12 mil milhões de euros, fora as gorjetas.

Conhecidos os números, e na sequência de vários apelos feitos por sindicatos e trabalhadores da plataforma, a Comissão Europeia está agora a iniciar consultas sobre como melhorar as condições de trabalho nestes novas plataformas digitais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Elon Musk obtém apoio dos acionistas para um pacote salarial de 52 mil milhões de euros

China já reagiu a decisão de União Europeia sobre tarifas nos carros elétricos

Eleições europeias: será que a onda de extrema-direita vai pressionar o sector das energias renováveis?