EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

BCE volta a subir taxas de juros

Christine Lagarde, presidente do BCE
Christine Lagarde, presidente do BCE Direitos de autor Michael Probst/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Michael Probst/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

É o quinto aumento consecutivo das taxas de juro. Esta quinta-feira, o Banco Central Europeu voltou a subir mais 0,5 pontos percentuais, elevando as taxas para 3%. A presidente do BCE alertou que vai fazer o mesmo em março.

PUBLICIDADE

É o quinto aumento consecutivo das taxas de juro. Esta quinta-feira, o Banco Central Europeu voltou a subir mais 0,5 pontos percentuais, elevando as taxas para 3%. A presidente do BCE alertou que vai fazer o mesmo em março.

"Tendo em conta as pressões da inflação subjacentes, pretendemos aumentar as taxas de juro em mais 50 pontos base na nossa próxima reunião de política monetária em março, e depois iremos avaliar o caminho subsequente da nossa política monetária. Manter as taxas de juros em níveis restritivos reduzirá, com o tempo, a inflação através de uma diminuição da procura, e também nos protegeremos contra o risco de uma subida persistente nas expectativas da inflação", disse a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde.

O Banco Central Europeu tem vindo a subir as taxas de juro desde julho do ano passado.

Na quarta-feira, a Reserva Federal norte-americana decidiu abrandar o ritmo da subida das taxas de juro, mas isso não fez o BCE mudar de ideias.

O Banco de Inglaterra também subiu, esta quinta-feira as taxas de juro em 50 pontos base, para 4%, a décima subida consecutiva.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alternativa ao lítio: Pode o manganésio substituir as baterias de lítio dos veículos elétricos?

Banco Central Europeu corta taxas de juro em linha com as expetativas do mercado

Riqueza das nações: o fosso cada vez maior entre ricos e pobres na Europa