Depois do tsunami: As comunidades piscatórias do Japão olham para o futuro

Depois do tsunami: As comunidades piscatórias do Japão olham para o futuro
Direitos de autor euronews
De  Paul Hackett
Partilhe esta notícia
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O terramoto e o tsunami de 2011 atingiram duramente o Japão. Mais de uma década depois, a Euronews esteve na região de Tohoku, no nordeste do país, para ver a forma como as comunidades piscatórias estão a recuperar.

PUBLICIDADE

Nesta edição de Focus, vamos até à região japonesa de Tohoku para ver como é que as comunidades piscatórias ao longo da costa do Pacífico Norte do país estão a avançar, mais de uma década depois do devastador terramoto, tsunami e acidente nuclear de 2011.

Apesar de vários anos difíceis, descobrimos como a indústria pesqueira dacidade portuária de Soma está a trabalhar arduamente para recuperar, graças à sua jovem e diversificada força de trabalho. Conhecemos o pescador local Masahiro, que nos explica por que razão o peixe desta parte do Japão é tão especial.

"Aqui a zona marítima é rica em sedimentos, podemos apanhar uma grande variedade de peixes. Estes peixes são desembarcados rapidamente, por isso são frescos e deliciosos."

Falamos com Masahiro sobre as suas esperanças para o futuro, e sobre o impacto provável da recente decisão de libertar água tratada da central nuclear de Fukushima Daiichi.

Mais a norte, nas pitorescas Ilhas Urato, vamos ver o regresso da indústria das ostras da região.  O criador de ostras Haruo conta-nos como é que o apoio da França foi crucial, após o tsunami de 2011.

Partilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Descartada hipótese de tsunami no Japão após sismo de magnitude 7,6