EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Dmitry Glukhovsky apresenta o novo romace "Futu-re"

Dmitry Glukhovsky apresenta o novo romace "Futu-re"
Direitos de autor 
De  Luis Guita
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Dmitri Gloukhovski acaba de lançar o seu mais recente romance, “Futu.re”, em França. No novo romance, o escritor e jornalista russo leva-nos ao

PUBLICIDADE

Dmitri Gloukhovski acaba de lançar o seu mais recente romance, “Futu.re”, em França.

No novo romance, o escritor e jornalista russo leva-nos ao futuro, até à Europa do século XXV. A humanidade inventou uma maneira de parar o envelhecimento. Para proteger a Europa de superpopulação, o governo foi forçado a introduzir uma política segundo a qual, se um casal decide ter um filho, a mãe ou o pai terão de abdicar da sua imortalidade.

“Este livro é uma investigação sobre os temas da imortalidade e da morte. Como a morte nos define. Se o corpo for imortal, eterno, será que precisamos de alma? Será que Deus e a Igreja terão lugar num mundo de pessoas imortais? Teremos necessidade de criar, e poder de criar, se a criação é a nossa resposta à questão da morte? Será que vamos evoluir se não existir mudança de geração?”, revela o autor.

Dmitry Glukhovsky, conseguiu um grande sucesso com o primeiro livro, Metro 2033. Um livro pós-apocalíptico de ficção científica que nos leva até ao metro de Moscovo, onde se escondem os últimos sobreviventes de um holocausto nuclear global. O livro surgiu on-line em 2002, e mais tarde tornou-se uma experiência interativa. Em 2005, foi lançada a versão impressa, que se tornou um best-seller dentro e fora da Rússia. Recentemente, os estúdios MGM adquiriram os direitos para adaptação ao cinema.

Dmitry Glukhovsky lembra o papel da ficçâo ciêntifica quando ainda existia União Soviética: Nos tempos da União Soviética a ficção científica era o único método, o único ‘alto-falante’, através do qual era possível falar sobre os problemas da sociedade ou do sistema político, e de criticar os dois. Enquanto a chamada “literatura real” ‘foi totalmente controlada pelo Estado. A minha missão é apenas de encontrar leitores e recrutá-los para o meu clube humanista.”

Metro 2033 já foi publicado em 35 línguas. Futu-re é o sexto livro de Dmitry Glukhovsky.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estilista saudita Reem al Kanhal reinventa vestidos árabes tradicionais

Banda sonora da Guerra das Estrelas em 3D

Novas séries de televisão apresentadas no Festival de Monte Carlo