Óscares: O Caso Spotlight eleito melhor filme na noite de glória de Mad Max

Óscares: O Caso Spotlight eleito melhor filme na noite de glória de Mad Max
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O Caso Spotlight, baseado num caso verídico de pedofilia que abalou a Igreja Católica nos Estados Unidos, venceu o Óscar de Melhor Filme. A história

PUBLICIDADE

O Caso Spotlight, baseado num caso verídico de pedofilia que abalou a Igreja Católica nos Estados Unidos, venceu o Óscar de Melhor Filme. A história do lusodescendente Michael Rezende, e dos seus companheiros de trabalho, venceu também o Óscar de Melhor Argumento Original.

O Prémio de Melhor Realizador voltou a cair nas mãos de Alejandro G. Iñárritu, o realizador de O Renascido que, no ano passado, tinha já levado para casa a estatueta dourada com o filme _Birman ou (A Virtude da Ignorância). A película conseguiu ainda o galardão para Melhor Fotografia e Melhor Ator. Leonardo DiCaprio conseguiu o seu primeiro Óscar, pelo desempenho nesta película.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/hu_HU/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));> Oscar-díjátadó 2016:Néhány fotó a vörös szőnyeges bevonulásról és a gáláról.(fotók: REUTERS)

Közzétette: euronews – 2016. február 28.

Mas o grande vencedor da noite, ainda que não tenha ganho os prémios principais, chama-se Mad Max: Estrada da Fúria. O filme de George Miller arrecadou cinco galardões, entre eles o de Melhor Caracterização e Guarda-Roupa, Melhor Mistura Sonora e Edição de Som.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Óscares 2016: "O Filho de Saul" vale distinção à Hungria em Hollywood

Óscares, entre boicotes e reconhecimento dos novos talentos

Estilista saudita Reem al Kanhal reinventa vestidos árabes tradicionais