EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Documentário norueguês segue o quotidiano de dois bombistas suicidas na Síria

Documentário norueguês segue o quotidiano de dois bombistas suicidas na Síria
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O documentário “Dugma” segue o quotidiano de dois bombistas suicidas na Síria.

PUBLICIDADE

O documentário “Dugma” segue o quotidiano de dois bombistas suicidas na Síria. Para fazer o filme, o realizador seguiu de perto a vida dos dois protagonistas. Há 30 anos que o norueguês Paul S. Refsdal trabalha em zonas de guerra.

“Espero que o meu filme ajude as pessoas a compreender que os nossos inimigos são pessoas humanas, não são pessoas perfeitas: podem ser desajeitadas, às vezes cometem erros, arrependem-se e têm dilemas. Espero que no mundo do documentário, outras pessoas façam filmes deste tipo, para contar o outro lado das histórias”, explicou o realizador.

Um dos bombistas entrevistados pelo realizador é um cidadão britânico que se tornou terrorista da al-Qaeda.

“Não dou o meu ponto de vista. Não há uma voz a narrar os acontecimentos. Não digo às pessoas o que devem pensar. Só mostro o dia-a-dia dos rebeldes da al-Qaeda”, frisou o realizador.

“Dugma” venceu o prémio de melhor documentário de duração média, no Festival Internacional do Documentário do Canadá, e pode ser alugado na Internet.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica

Realizador alemão Wim Wenders recebe Prémio Lumière em Lyon