EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

O impacto do Brexit na indústria da moda britânica

O impacto do Brexit na indústria da moda britânica
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A feira Pure London foi o local ideal de discussão para designers e profissionais da indústria.

PUBLICIDADE

A feira Pure London foi o local ideal de discussão para designers e profissionais da indústria. Maggie Song estudou moda em Pequim, mas mudou-se para o Reino Unido há mais de 10 anos. Já fundou três marcas. As peças são desenhadas no Reino Unido, mas a produção e os materiais são chineses. O referendo do ano passado no Reino Unido disse “sim” à saída do país da União Europeia: “Fiquei impressionada com o resultado e não sabia o que pensar, nem o que dizer. Acompanhei na internet a grande queda da libra esterlina e percebi o quão tudo seria difícil para as pequenas empresas.”

We had such a great day exploring #purelondon and learning a thing or two. #ladiesfashion#patterns#prints#trendspic.twitter.com/6fiLTXzRnk

— The Pattern Club (@ThePatternClub) February 15, 2017

Mas nem todos têm o mesmo ponto de vista em relação à queda da moeda britânica. Julie Driscoll é o diretora da feira Pure London: “Esta é uma taxa de câmbio que interessa às empresas internacionais, para elas será mais fácil entrar no mercado do Reino Unido. Agora, existem muitas empresas estrangeiras interessadas no mercado britânico. Esta é a edição da Pure London com o maior número participantes.”

A estilista francesa Chloé Chenu mostra o seu trabalho pela primeira vez nesta feira: “Londres é uma cidade para a moda, a mais importante do mundo, mesmo depois Brexit. Isso não muda nada. Vendemos os mesmos produtos. Os britânicos gostam muito dos produtos franceses.”

Uma opinião partilhada por Ece Kavran, de Istambul. Para esta estilista turca, Londres continua a ser a cidade ideal para novas marcas: “No mercado britânico, há sempre espaço para novas marcas, está sempre aberto a novas ideias. É isso que o torna tão especial e atraente.”

A moda é um grande negócio no Reino Unido. O setor tem um valor estimado de quase 59 mil milhões de euros por ano. É líder mundial nas vendas de moda on-line – à frente da França, Alemanha, Japão e Estado Unidos. Estes números são um incentivo para a Bilgunn Brower e para o negócio de importação de lãs da Mongólia. Para o dono da marca, o mercado do Reino Unido é perfeito devido ao clima frio do país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O distrito cultural que transforma o espaço artístico de Abu Dhabi

A Gamesummit 2024 prevê competições emocionantes, espetáculos e debates interessantes sobre jogos

"Tudo no Classic Violin Olympus é único!": uma entrevista com Pavel Vernikov