This content is not available in your region

Museu em versão "Fortnite"

euronews_icons_loading
Museu em versão "Fortnite"
Direitos de autor  AP Photo
De  Euronews

A nova proposta da Serpentine Gallery de Londres dá-nos uma outra visão da realidade. Ou melhor, através de uma aplicação é-nos apresentado um dispositivo de realidade aumentada, que integra elementos virtuais no cenário real da galeria. A conceção é de Brian Donnelly, também conhecido como KAWS.

É interessante esta ideia de diálogo entre gerações, porque a média de idade dos jogadores é muito mais baixa do que a dos visitantes dos museus.
Hans Ulrich Obrist
Diretor artístico da Serpentine Gallery

"Quando o mundo entrou em confinamento, senti uma pulsão criativa consistente para mostrar às pessoas, e fazê-las experimentar, as obras que criava no meu quarto. A forma como trabalho com a realidade aumentada é a forma como trabalho com bronze fundido, por exemplo. Há um diálogo sobre as superfícies e os volumes. É apenas um ponto de partida", afirma o artista.

Mas a experiência vai mais longe. O museu londrino criou uma réplica virtual do espaço dentro do célebre jogo Fortnite, que atrai milhões de jogadores.

"É interessante juntar todas estas esferas diferentes na exposição, no espaço da galeria, virtual e fisicamente. Também é interessante esta ideia de diálogo entre gerações, porque a média de idade dos jogadores é muito mais baixa do que a dos visitantes dos museus", considera Hans Ulrich Obrist, diretor artístico da Serpentine Gallery.