EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Ucrânia em destaque no Festival e Fórum dos Direitos Humanos em Genebra

Ucrânia em destaque no Festival e Fórum dos Direitos Humanos em Genebra
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Frédéric Ponsard
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A projeção do filme "The Earth is blue as an orange" foi um dos pontos altos.

PUBLICIDADE

O Festival Internacional de Cinema e Fórum sobre Direitos Humanos (FIFDH) reúne em Genebra, desde há 20 anos, vários artistas, ativistas, testemunhas e jornalistas que denunciam violações dos direitos humanos em todo o mundo.

Madrinha do festival desde o início, a grande cantora lírica Barbara Hendricks, embaixadora da boa-vontade do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, cantou o hino do Movimento dos Direitos Civis nos Estados Unidos, "We Shall Overcome", para a abertura do festival.

Na conversa com a Euronews, não deixou de fazer referência ao problema na mente de todos: a Ucrânia: "É uma só causa, somos todos um só povo. Os Direitos Humanos são para todos e para serem sempre aplicados. Portanto, há manifestações diferentes, mas há só uma causa. Somos todos membros da mesma família, a humanidade. Para que também nos possamos levantar e resistir ao que se passa na Ucrânia".

Somos todos membros da mesma família, a humanidade.
Barbara Hendricks
Cantora lírica e embaixadora da boa-vontade do ACNUR

O público pode assistir a uma grande variedade de projeções e fóruns organizados durante a semana. Para Christine Ockrent, jornalista e escritora belga, é um acontecimento imperdível.

"Nas convulsões do mundo, é essencial que haja um lugar, uma espécie de centro onde todos se possam encontrar, e é óbvio que a situação internacional neste momento é tal que aqui, nas margens do Lago de Genebra - rodeados por oligarcas russos que possuem grandes propriedades na Suíça -, nos sentimos particularmente preocupados", conta.

Ucrânia presente

Uma noite inteira foi dedicada à Ucrânia, com convidados russos, ucranianos e de vários países europeus, e com a projeção do filme The Earth is Blue as an Orange, filmado no Donbass, e que mostra como a guerra tinha realmente começado há muito tempo na Ucrânia Oriental. Com este filme, Iryna Tsilyk ganhou o Prémio de Melhor Documentário em Sundance.

O realizador franco-cambodjano Rithy Panh, recentemente premiado em Berlim, é o presidente do júri de documentários.

"Penso que qualquer filme é político. Se não for político, é um pouco fraco para o meu gosto. Gosto muito de documentários, há sempre um questionamento sobre democracia, sobre liberdade, sobre sofrimento. Temos de nos sentar e discutir, uns com os outros, a questão da dignidade", diz.

Qualquer filme é político.
Rithy Panh
Realizador e presidente do júri de documentários do FIFDH

Todos os debates e muitos filmes podem ser vistos em replay e VOD no site do festival. O FIFDH decorre em Genebra até sábado 13 de março.

Nome do jornalista • Ricardo Figueira

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica

Realizador alemão Wim Wenders recebe Prémio Lumière em Lyon