This content is not available in your region

A emoção de Tim Burton homenageado no festival Lumière em Lyon

A emoção de Tim Burton homenageado no festival Lumière em Lyon
Direitos de autor  euronews   -  
De  Frédéric Ponsard  & euronews

Este ano, o prémio Lumière foi atribuído ao cineasta Tim Burton. 

O galardão recompensa anualmente a uma figura de referência do mundo do cinema no âmbito do festival Lumière na cidade francesa de Lyon. O cineasta americano é o autor de várias obras de sucesso, nomeadamente, 'Batman', 'Alice no País das Maravilhas', 'Eduardo Mãos de Tesoura'.

Tim Burton esteve no Instituto Lumière, situado no antigo armazém onde os irmãos Lumière rodaram o primeiro filme da história do cinema, “A saída dos operários da fábrica Lumière'.

"Sou uma pessoa primitiva. Quando comecei a fazer os meus pequenos filmes em super-oito, adorava o stop-motion. Eu tinha esse estado de espírito, adoro esse tipo de arte associado aos primeiros filmes. Nos filmes mudos, os realizadores produziam efeitos, era como magia. Nunca tinha estado aqui e sinto que a energia deste sítio é espantosa", disse à euronews o realizador norte-americano.

Durante o festival, uma sala de concertos foi transformada numa gigantesca sala de cinema com cinco mil lugares para prestar homenagem à obra de Tim Burton.

euronews
A emoção de Tim Burton durante o festival Lumière em Lyoneuronews

A masterclass de Monica Bellucci

A programação do evento incluiu várias masterclasses. A atriz italiana Monica Bellucci esteve em Lyon para falar sobre o seu último filme, The Girl in the Fountain, dedicado à atriz Anita Ekberg, célebre pelo papel em L_a dolce vita_ de Fellini. A obra do realizador Antongiulio Panizzi mistura o registo da ficção e do documentário. O filme estreou durante o Festival Lumière.

"O Festival de Lyon é um festival de património. É possível ver filmes onde há muitas imagens de arquivos, filmes históricos, filmes restaurados. Isso permite aos jovens manter-se em contacto com o passado, com tudo o que sempre constituiu a força do cinema e da arte. Tim Burton faz-me pensar em Fellini porque é um artista que desenha muito, e penso que os filmes deles fazem-nos sonhar e elevam-nos”, frisou a atriz.

euronews
A atriz Monica Bellucci deu uma masterclass en Lyoneuronews

Retrospetiva sobre a obra de James Gray

O festival de cinema francês organizou uma retrospectiva dedicada a James Gray. O cineasta norte-americano aproveitou a ocasião para apresentar o seu último filme. Num registo semi-autobiográfico, Armageddon Time conta a infância do realizador em Queens, Nova Iorque, e a forma como foi confrontado com o anti-semitismo, a segregação e a desigualdade social.

Aos 53 anos James Gray, espera continuar a fazer filmes exigentes e populares ao mesmo tempo, apesar da pressão dos grandes estúdios e das plataformas na internet. 

"Vai ser preciso um esforço concertado durante muitos anos para tentar continuar a fazer filmes que alarguem os horizontes e esperar que o público regresse. Sinto-me optimista porque creio que há sempre espaço para algo diferente", disse à euronews James Gray.

A décima quarta edição do Festival Lumière, na cidade francesa de Lyon, terminou a 23 de outubro com homenagem a Tim Burton.