EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Que países são os mais amados no festival da Eurovisão?

Um estudo da Startle indica os países com os melhores desempenhos
Um estudo da Startle indica os países com os melhores desempenhos Direitos de autor Credit: Canva Images
Direitos de autor Credit: Canva Images
De  Theo Farrant
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Um estudo recente publicado pela Startle registou o número total de pontos que cada nação recebeu nas finais do festival até ao momento, desde o primeiro concurso em 1956.

PUBLICIDADE

O Festival da Eurovisão 2023 está a chegar.

A tão esperada final do amado concurso de música da Europa, que acontecerá em Liverpool no dia 13 de maio, vai com certeza oferecer-nos uma noite inesquecível de música, apresentações e uma contagem de votos emocionante.

Mas já se interrogou sobre que países tiveram mais sucesso na história do Festival da Eurovisão?

Que nação acumulou mais pontos e conquistou os corações de milhões de telespetadores em toda a Europa?

Um estudo recente publicado pela Startle registou o número total de pontos que cada nação recebeu nas finais do festival até ao momento, desde o primeiro concurso em 1956.

Aqui estão os cinco principais países que somaram mais pontos nas finais da Eurovisão:

1. Suécia

De acordo com o estudo, a Suécia conquistou o título de nação mais amada da Europa nas finais da Eurovisão, com uns impressionantes 5.888 pontos em 60 participações.

A Suécia venceu a competição seis vezes até agora, e os seus representantes sempre encantaram os jurados e os espetadores com as suas melodias cativantes e performances impressionantes.

Quem não gosta de um pouco de ABBA?

Olle Lindeborg/ AP Photo
Os Abba depois de terem vencido o Festival da Canção da Suécia com a canção "Waterloo"Olle Lindeborg/ AP Photo

2. Reino Unido

Em segundo lugar está o anfitrião deste ano em representação da Ucrânia: o Reino Unido.

Apesar de o país não ter tido um único ponto em 2003 e 2021, os representantes do Reino Unido estiveram nas finais do festival 64 vezes e somaram 4.546 pontos até ao momento.

Na verdade, Sam Ryder, o participante do Reino Unido em 2022, conseguiu o maior número de pontos para o país numa final de todos os tempos, com mais de 460 pontos para a sua música intergalática "Space Man".

Pode Mae Muller, a estrela em ascensão do Reino Unido, manter o sucesso britânico na Eurovisão com sua música atrevida "I Wrote A Song"?

3. Itália

AP Photo
A banda italiana Maneskin na final do Festival da Eurovisão em 2022AP Photo

A Itália ocupa o terceiro lugar no estudo, com um total de 4.509 pontos na Eurovisão.

O país já venceu a competição três vezes até agora, mais recentemente em 2021, quando a banda de rock Måneskin hipnotizou o público com a sua performance eletrizante de "Zitti E Buoni". A banda recebeu uns impressionantes 524 pontos.

Em média, cada uma das últimas participações da Itália obteve 98 pontos, mostrando o seu sucesso consistente na competição. Bravo, Itália!

4. França

Oh là là! A França garante a quarta posição na Eurovisão com 4.269 pontos no total, com um total de cinco vitórias no currículo.

No entanto, sua vitória mais recente remonta a 1977 com a encantadora melodia de Marie Myriam "L'oiseau et l'enfant".

PUBLICIDADE

As casas de apostas parecem estar de olho na concorrente francesa deste ano, La Zarra, colocando-a na sua lista dos dez favoritos para 2023. 

5. Noruega

A completar os cinco primeiros está a Noruega, com 3.706 pontos no total das suas presenças nas finais.

Curiosamente, o vencedor da Noruega em 2009, Alexander Rybak, detém o recorde da maior margem de vitória na história da Eurovisão, com o seu tema "Fairytale".

Obteve 387 pontos na final, uns impressionantes 169 pontos à frente do vice-campeão, a Islândia.

Mas e os recém-chegados e os perdedores da Eurovisão?

Embora os cinco primeiros países possam ter a vantagem de décadas de participação, há algumas nações que tiveram um impacto notável com muito menos presenças.

PUBLICIDADE

Estes países têm a média mais alta dos pontos totais:

1. Bulgária

A Bulgária, com 15 participações na Eurovisão e 5 vezes na final, ocupa o primeiro lugar na média total de pontos finais.

Apesar de nunca terem vencido a competição, os concorrentes búlgaros sempre tiveram desempenhos excelentes, com uma média impressionante de 283 pontos por final, a melhor média entre todas as nações participantes.

Em 2017, Kristian Kostov, que interpretou "Beautiful Mess", garantiu um extraordinário segundo lugar com 615 pontos, a maior pontuação já alcançada pela Bulgária na história da Eurovisão.

Efrem Lukatsky/ AP Photo
Kristian Kostov da Bulgária à espera da votação na final da Eurovisão, em Kiev, em 2017Efrem Lukatsky/ AP Photo

2. Austrália

Outro país que causou um impacto impressionante num período de tempo relativamente curto foi a Austrália.

PUBLICIDADE

Desde a sua estreia em 2015, os concorrentes australianos chegaram à final 6 vezes em 9 participações, com uma pontuação média de 231 pontos por desempenho final (a segunda maior média de qualquer outra nação).

De facto, apenas um ano após a sua estreia, a cantora australiana Dami Im garantiu um notável segundo lugar com uns impressionantes 511 pontos, tornando-se uma artista de destaque na história da Eurovisão.

3. Sérvia e Montenegro

Sérvia e Montenegro podem ter participado no festival juntos apenas três vezes, mas a sua pontuação média de 200 pontos por aparição final é certamente digna de nota.

Na sua estreia em 2004, o talentoso Željko Joksimović encantou o público com a sua performance comovente de "Lane moje", garantindo o segundo lugar.

No entanto, escapou-lhe por pouco o primeiro lugar, perdendo para "Wild Dances" da Ucrânia, interpretada por Ruslana.

PUBLICIDADE

4. Ucrânia

Luca Bruno/ AP Photo
A Kalush Orchestra da Ucrânia celebra a vitória na final da Eurovisão em 2022Luca Bruno/ AP Photo

A Ucrânia é outro país que realmente agitou o palco da Eurovisão, participando 19 vezes e chegando à final 17 vezes!

Com uma pontuação média de 199 pontos por final, a Ucrânia sempre apresentou desempenhos de alto nível.

O ano passado foi especialmente memorável para a Ucrânia, pois a sensacional Orquestra Kalush levou para casa o cobiçado troféu de vidro com a sua performance incrivelmente comovente de "Stefania".

Este ano, a entrada da Ucrânia já está a dar que falar, com a dupla de música eletrónica Tvorchi a ser considerada uma das favoritas à vitória.

Com o tema "Heart of Steel", estão prontos para incendiar o palco e manter a história de sucesso da Ucrânia na Eurovisão.

PUBLICIDADE

5. Rússia

Apesar do passado da Rússia como um dos países mais bem-sucedidos na história recente da Eurovisão, o país está proibido de participar na competição após a invasão da Ucrânia por Vladimir Putin em fevereiro de 2021.

A Rússia fez a sua estreia no Festival da Eurovisão em 1994 e venceu a competição em 2008, com a performance de Dima Bilan de "Believe". No geral, a Rússia tem uma pontuação média impressionante de 160 pontos por final.

No entanto, a proibição atual lançou uma sombra de incerteza sobre a sua futura participação no concurso.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Festival Eurovisão da Canção pode injetar mais de 28 milhões de euros na economia de Merseyside

Maiores editoras do mundo processam geradores de canções com IA por violação dos direitos de autor

Sobrevivente do Holocausto de 102 anos é a estrela da capa da nova Vogue Alemanha