EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Estátua de sereia curvilínea em Itália provoca indignação entre puritanos das redes sociais

A polémica escultura "Il Mare" na Piazza Rita Levi-Montalcini
A polémica escultura "Il Mare" na Piazza Rita Levi-Montalcini Direitos de autor Monopoli Times
Direitos de autor Monopoli Times
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

No sul de Itália, em Monopoli, a estátua de uma sereia criada por alunos de uma escola de arte chocou profundamente os puritanos nas redes sociais.

PUBLICIDADE

Uma escultura de uma sereia bastante voluptuosa, chamada "Il Mare" ("O Mar"), foi instalada na pequena cidade piscatória de Monopoli, na região italiana de Puglia, e tem causado sensação por ser "demasiado provocadora".

A obra de arte encontra-se na Piazza Rita Levi-Montalcini - uma praça com o nome da cientista italiana galardoada com o Prémio Nobel em 1986, homenageada pelo seu trabalho em neurobiologia e pela descoberta do factor de crescimento dos nervos.

A escultura curvilínea foi criada por estudantes da escola de arte Luigi Rosso, em Monopoli, como parte de uma série de peças encomendadas pelo Presidente da Câmara para um projecto de renovação da cidade. Desde a sua instalação, a escultura tem sido ridicularizada nas redes sociais.

Alguns consideraram-na "demasiado provocadora", tendo um utilizador do Twitter perguntado "Quem poderia ter inspirado isto? Kim Kardashian?"

Outros não se importaram tanto com a sereia e vêem-na como uma oportunidade para a cidade ser colocada no mapa. Um habitante de Monopoli disse no Twitter: "Monopoli em todos os jornais por causa de uma sereia grande, somos nós!"

No Facebook, a actriz Tiziana Schiavarelli, que vive em Bari, disse que um amigo de Monopoli tinha "expressado, com razão, alguma perplexidade em relação a este 'monumento'. Parece uma sereia com dois seios de silicone e, sobretudo, um rabo enorme nunca antes visto numa sereia. Pelo menos em nenhuma que eu conheça".

Não se sabe ao certo com quantas sereias esta pessoa já esfregou o rabo de peixe.

Schiavarelli sublinhou ainda que não tinha qualquer problema com a obra de arte, mas escreveu que estava "muito divertida com esta coisa...".

"Quem sabe se não se tornará uma nova atracção para os turistas", acrescentou.

Entretanto, Adolf Marciano, director da escola de arte Luigi Rosso, afirmou que a estátua era um "tributo à grande maioria das mulheres que são curvilíneas".

Marciano disse ao The Guardian que os alunos tiveram a ideia de fazer uma estátua de sereia depois de o presidente da Câmara de Monopoli lhes ter pedido para criarem várias estátuas para a cidade, incluindo uma com o tema do mar.

Marciano disse que via a obra como uma representação realista do corpo feminino.

"Vemos anúncios na televisão com modelos que são muito magras, mas a sereia é como um tributo à grande maioria das mulheres que têm curvas, especialmente no nosso país. Teria sido muito mau se tivéssemos representado uma mulher extremamente magra".

"É uma pena, porque os estudantes de arte merecem ser elogiados em vez de criticados", continuou Marciano.

A estátua ainda não foi oficialmente inaugurada.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mais duas esculturas removidas em Hong Kong

Esculturas perturbadoramente realistas de Ron Mueck em Londres

Escócia devolve escultura à Nigéria