Na Albânia, um lago esconde os vestígios da mais antiga aldeia lacustre da Europa

Lago Ohrid na Albânia
Lago Ohrid na Albânia Direitos de autor AFP
De  Euronews com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os cientistas descobriram que na margem do Lago Ohrid, há cerca de 8 mil anos, existiu uma povoação de casas de palafitas

PUBLICIDADE

Sob as águas do Lago Ohrid, na Albânia, os cientistas descobriram o que poderá ter existido uma das mais antigas comunidades palafitas da Europa e estão a tentar resolver o mistério da razão pela qual se abrigava atrás de uma fortaleza de espigões defensivos.

A datação por radiocarbono do local situa a povoação entre 6000 e 5800 a.C.

"É várias centenas de anos mais antigo do que os sítios lacustres anteriormente conhecidos nas regiões mediterrânicas e alpinas", disse Albert Hafner, professor de arqueologia da Universidade de Berna, na Suíça."Tanto quanto sabemos, é a mais antiga da Europa", disse à agência AFP.

As outras aldeias mais antigas foram descobertas nos Alpes italianos e datam de cerca de 5000 a.C., disse o especialista em habitações lacustres do Neolítico europeu.

Hafner e a sua equipa de arqueólogos suíços e albaneses passaram os últimos quatro anos a realizar escavações em Lin, no lado albanês do Lago Ohrid, que se estende pela fronteira montanhosa entre a Macedónia do Norte e a Albânia.

A povoação terá albergado entre 200 e 500 pessoas, com casas construídas sobre estacas acima da superfície do lago ou em zonas regularmente inundadas pela subida das águas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Quais foram os tópicos mais pesquisados na Wikipédia em inglês em 2023?

Bolero é Património Cultural Imaterial da UNESCO

Atores de Hollywood aprovam acordo de trabalho com os estúdios e param greve