EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Arqueólogos descobrem quarto de escravo em antiga vila romana perto de Pompeia

Descoberta na villa Civita Giuliana revela o estatuto humilde dos escravos no mundo antigo
Descoberta na villa Civita Giuliana revela o estatuto humilde dos escravos no mundo antigo Direitos de autor Credit: Italian Culture Ministry/EPA
Direitos de autor Credit: Italian Culture Ministry/EPA
De  Theo FarrantAFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

A descoberta revela a dura realidade da vida das pessoas que viviam nos escalões inferiores da sociedade durante o período romano.

PUBLICIDADE

Um pequeno quarto, que provavelmente era usado por escravos há cerca de 2000 anos, foi descoberto numa vila romana perto de Pompeia.

A localização do quarto é dentro da vila Civita Giuliana, situada cerca de 600 metros a norte das muralhas de Pompeia.

No interior do quarto, havia duas camas, sendo que apenas uma tinha um colchão. Além disso, havia dois pequenos armários e uma série de urnas e recipientes de cerâmica, dentro dos quais foram encontrados os restos de dois ratos e uma ratazana.

"Estes pormenores sublinham, uma vez mais, as condições de precariedade e de falta de higiene em que viviam as camadas mais baixas da sociedade naquela época", declarou o Ministério da Cultura em comunicado.

Não foram encontrados quaisquer indícios de grades, fechaduras ou correntes para confinar os ocupantes do quarto.

Credit: AFP
Recipiente de cerâmica descoberto em habitação de escravos perto de Pompeia.Credit: AFP

O mobiliário foi reconstruído através da técnica de fundição única encontrada exclusivamente nas proximidades de Pompeia.

Devido à erupção vulcânica de 79 d.C., os objetos foram envolvidos pela nuvem piroclástica e subsequentemente transformados em solo sólido. Com o passar do tempo, a decomposição da matéria orgânica criou espaços vazios na terra - impressões que, ao serem preenchidas com gesso, revelam as suas formas originais.

"A possibilidade de fazer moldes, ou seja, de preencher com gesso os vazios deixados na cinerite da camada de cinzas da erupção do Vesúvio, permitiu obter aqui quase uma fotografia de uma sala muito provavelmente habitada por criados, por escravos", explica Gabriel Zuchtriegel, diretor do Parque Arqueológico de Pompeia.

A vila Civita Giuliana foi objeto de atividades de escavação durante os anos de 1907 a 1908.

Os esforços subsequentes tiveram lugar em 2017, depois de as autoridades policiais terem tomado conhecimento de escavações não autorizadas e de pilhagens no local.

Veja o vídeo acima para um olhar mais atento ao interior do antigo bairro de escravos.

Editor de vídeo • Theo Farrant

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Descoberto salão de banquetes em Pompeia

Estudo desvenda verdadeiro aspeto do Homem do Gelo em vida

De pizzas antigas a santuários de serpentes: escavação em Pompeia revela segredos