EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Eurovisão sem "Europapa": Concorrente dos Países Baixos excluído

Joost Klein, com "Europapa", era um dos favoritos para vencer a Eurovisão
Joost Klein, com "Europapa", era um dos favoritos para vencer a Eurovisão Direitos de autor Martin Meissner/AP
Direitos de autor Martin Meissner/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Um elemento feminino da equipa de produção terá apresentado uma queixa contra Joost Klein junto da polícia sueca. Exclusão não está relacionada com eventual diferendo com Israel.

PUBLICIDADE

"Europapa" era a canção favorita de muitos para vencer esta final da Eurovisão, mas isso já não vai acontecer: o concorrente dos Países BaixosJoost Klein, foi excluído pela organização. 

"Europapa" era a favorita de muitos

A ausência dos dois últimos ensaios tinha já deixado alguma curiosidade no ar e chegou a especular-se sobre uma possível relação entre esta ausência e eventuais críticas à participação de Israel. A organização do festival confirmou agora a exclusão de Joost Klein e esclareceu que esta exclusão não tem nada a ver com problemas com outras delegações, mas sim com uma queixa de um elemento feminino da produção, que está a ser investigada pela polícia sueca. Desconhece-se, para já, o teor dessa queixa.

Embora outros países tenham sido excluídos no passado, como aconteceu com a Rússia em 2022 depois da invasão em larga escala da Ucrânia, é a primeira vez que acontece uma desqualificação de última hora, a poucas horas da final.

A televisão pública dos Países Baixos, AVROTOS, disse num comunicado estar "chocada com a decisão", que considera "altamente desproporcional", prometendo mais clarificações para mais tarde.

Os fãs de Klein também se apressaram a defendê-lo, mostrando incredulidade perante a decisão da EBU e defendendo a presunção de inocência do cantor, nomeadamente através de comentários no vídeo do Youtube com o desempenho na semifinal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Continuam os protestos pró-palestina na Eurovisão. Israel qualifica-se para a final

Protestos no palco e manifestações anti-Israel ensombram a Eurovisão 2024

Primeira semifinal do Festival Eurovisão da Canção começou com pop e protestos pró-palestinianos