This content is not available in your region

Qual a diferença entre emissões e concentrações de CO2? Saiba em 2 minutos

euronews_icons_loading
Qual a diferença entre emissões e concentrações de CO2? Saiba em 2 minutos
Direitos de autor  euronews
De  Jeremy Wilks & Euronews

Ao longo desta semana, deve ter ouvido falar muito sobre emissões de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera, mas talvez tenha ouvido menos sobre concentrações de CO2.

Muitos cientistas dizem que a melhor forma é pensar na atmosfera como uma banheira. As emissões de CO2 são a água que corre e as concentrações são a quantidade de água no banho.

Atividades humanas como a queima de combustíveis fósseis, o abate de florestas e a produção de cimento geram emissões que, por sua vez, aumentam as concentrações. E as concentrações de CO2 estão a subir.

A natureza absorve parte do CO2, mas não consegue acompanhar o ritmo das nossas emissões.

Na cimeira climática COP26, em Glasgow, vai ouvir muitos líderes mundiais a falar de alcançar as zero emissões até 2050, o que significa deixar de encher a banheira metafórica.

Mas as concentrações de CO2 vão continuar elevadas durante séculos.

E isso significa que vai continuar a haver aquecimento global, mesmo com zero emissões.

O diretor do Serviço de Alterações Climáticas do Copernicus, Carlo Buontempo, explica que o fenómeno ocorre, porque "vai haver uma inércia no sistema e a temperatura vai continuar a subir um pouco antes de descer. Os glaciares vão continuar a derreter e a subida do nível do mar vai continuar a subir e assim continuará ao longo das próximas centenas de anos".