EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Alemanha inspira-se em França e vai adotar medidas contra as mortes causadas pela vaga de calor

A man uses cool morning hours for a run on a small road in the outskirts of Frankfurt.
A man uses cool morning hours for a run on a small road in the outskirts of Frankfurt. Direitos de autor AP Photo/Michael Probst
Direitos de autor AP Photo/Michael Probst
De  Euronews Green com APTN
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O ministro da saúde alemão afirmou que o exemplo francês é um "bom modelo" do que pode ser feito para diminuir os riscos para a saúde.

PUBLICIDADE

O governo alemão está a lançar uma campanha contra as mortes causadas pelas ondas de calor que se estão a tornar mais frequentes e intensas devido às alterações climáticas.

O ministro da Saúde, Karl Lauterbach, disse na segunda-feira que a Alemanha está a aprender as lições da França, que pôs em prática numerosas medidas após uma onda de calor devastadora em 2003, que causou cerca de 15.000 mortes no país.

Lauterbach afirmou que o exemplo francês é um "bom modelo" do que pode ser feito para diminuir os riscos para a saúde, especialmente entre os idosos, os doentes crónicos, as mulheres grávidas e os sem-abrigo.

Conhecido como "Plan Canicule", o plano inclui um sistema de alerta codificado por cores com quatro níveis com base na temperatura, sistemas públicos de refrigeração e preparação para os cuidados de saúde.

"É relativamente fácil salvá-los, se tivermos um plano", disse Lauterbach aos jornalistas em Berlim.

Alemanha vai emitir avisos sobre ondas de calor iminentes

Para além de um sítio Web dedicado às cidades e às autoridades locais para determinar as medidas que podem tomar, Lauterbach disse que está em análise a melhor forma de emitir avisos sobre as ondas de calor iminentes.

A ministra do Ambiente, Steffi Lemke, afirmou que o aquecimento global está a causar novos riscos para a saúde na Europa, que podem ser resolvidos com medidas como a criação de mais sombra e locais frescos nas cidades durante as ondas de calor.

O plano alemão poderia incluir medidas específicas para pessoas doentes e idosas com sintomas de insolação ou mesmo salas de arrefecimento e distribuidores de água gratuitos.

A Alemanha está a ter verões cada vez mais quentes

No ano passado, a Alemanha registou ondas de calor extremas, períodos de seca persistentes e recordes de insolação, segundo o serviço meteorológico nacional DWD. Foi um dos anos mais quentes no país desde que há registos.

O governo federal não viu necessidade de um plano nacional de ação contra o calor, confiando nas autoridades locais para lidar com as temperaturas extremas. Mas, até à data, muito poucas puseram em prática um plano. Nas próximas semanas, Lauterbach vai reunir-se com representantes de vários setores para elaborar um plano nacional de proteção contra o calor.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vaga de calor em França e na Península Ibérica

França enfrenta vaga de calor

Inundações ameaçam um em cada oito europeus e 11% dos hospitais