Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condena Itália a pagar 45 mil euros

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condena Itália a pagar 45 mil euros
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Itália foi considerada culpada, pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, de abuso, por parte das forças policiais, durante as manifestações de

PUBLICIDADE

Itália foi considerada culpada, pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, de abuso, por parte das forças policiais, durante as manifestações de 2001, em Génova, por altura da cimeira do G8.

Um processo desencadeado por uma queixa, feita por uma das vítimas, Arnaldo Cestaro. O Estado italiano vai ser obrigado a pagar-lhe 45 mil euros, por danos morais.

A alta instância europeia pediu ainda mudanças legislativas alegando que o país carece de legislação adequada para punir o crime de tortura.

Em julho de 2001 a polícia italiana lançou-se sobre cerca de uma centena de manifestantes antiglobalização e jornalistas, numa escola em Génova, no momento em que decorria um encontro do G8. Sessenta e uma pessoas ficaram feridas, três delas em estado crítico. Um jornalista britânico, Mark Covell, chegou a estar em coma.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Estado da União": Escândalos políticos "aquecem" campanha eleitoral

Lei da "influência estrangeira" afasta Geórgia da UE, alerta Charles Michel

Presidente do Conselho Europeu alerta para "horas críticas" nos ataques Israel-Irão