Mogherini e Lavrov tentam reatar diálogo bilateral UE-Rússia

Mogherini e Lavrov tentam reatar diálogo bilateral UE-Rússia
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Na véspera de uma cimeira com a Ucrânia, cuja anexação de parte do território levou à imposição de sanções contra a Rússia, a União Europeia tenta reatar o diálogo bilateral com Moscovo. A chefe da di

PUBLICIDADE

Na véspera de uma cimeira com a Ucrânia, cuja anexação de parte do território levou à imposição de sanções contra a Rússia, a União Europeia tenta reatar o diálogo bilateral com Moscovo.

A chefe da diplomacia do bloco europeu recebeu, terça-feira, em Bruxelas, o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, que aproveitou para se referir à mais recente crise diplomática que trava com os Estados Unidos.

“Ainda esperamos que os Estados Unidos, enquanto país que sempre defendeu o Estado de direito, respeite as suas obrigações internacionais. Se não o fizer e se virmos que Washington não considera isso necessário, então aplicaremos medidas de retaliação. É uma regra da diplomacia, das relações internacionais. A reciprocidade é a base de todas as relações”, disse Serguei Lavrov.

Em causa está uma apreensão de bens russos nos Estados Unidos pelo ex-Presidente Obama, no final de 2016, devido à alegada intervenção russa nas eleições.

#EU#RussiaFedericaMog</a> meets with Russian FM Lavrov in Brussels: We don't share same position on all issues but our dialogue is constant <a href="https://t.co/zbd3a04Rvj">pic.twitter.com/zbd3a04Rvj</a></p>— Sabrina Bellosi (sabellosi) July 11, 2017

Já Federica Mogherini defendeu mais comunicação com a Rússia: “Está claro que não partilhamos as mesmas posições em tudo, mas o nosso diálogo é constante”.

“É importante, diria mesmo essencial, do nosso ponto de vista, conversar e cooperar sempre que seja possível. No que toca a muitas das crises sobre as quais falámos hoje, pudemos identificar áreas de cooperação”, acrescentou a Alta Representante da União Europeia para a Política Externa e Segurança.

Serguei Lavrov retribuiu, assim, a visita de Federica Mogherini a Moscovo, em abril passado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Países da UE pressionados a reforçarem defesa aérea da Ucrânia com doações

Eurodeputados do "Russiagate" poderão perder imunidade, diz presidente Metsola

UE aprova novas sanções contra o Irão para reduzir a produção de drones e mísseis