EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Comissão Europeia inicia procedimento por défice excessivo contra Itália

O comissário europeu Pierre Moscovici com o ministro Giovanni Tria
O comissário europeu Pierre Moscovici com o ministro Giovanni Tria Direitos de autor REUTERS/Francois Lenoir
Direitos de autor REUTERS/Francois Lenoir
De  Joao Duarte Ferreira
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Roma não mostra sinais de baixar os braços e rejeita alterações

PUBLICIDADE

A Comissão Europeia deu esta quarta-feira o primeiro passo no sentido de disiciplinar o governo italiano relativamente à proposta orçamental para 2019.

Roma já reagiu e diz que não tem intenções de mudar o documento abrindo a porta a um confronto que poderá levar meses e resultar na imposição de multas.

Segundo a Comissão Europeia, o orçamento italiano prevê o aumento do défice para 2,4% do Produto Interno Bruto dos atuais 1,8%.

O organismo europeu classifica a posição de Roma como um "caso particularmente sério de não conformidade" com as recomendações emitidas.

A dívida italiana ultrapassa os 130% do Produto Interno Bruto e é a segunda mais elevada do bloco europeu depois da Grécia.

O governo italiano rejeita a posição da Comissão e afirma que o aumento do défice irá financiar o relançamento da economia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bruxelas alerta Portugal para incumprimento das metas orçamentais

Itália revê metas do défice a três anos

Portugal alinhado no crescimento económico, mas há divergências no défice