EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Governo da Irlanda criticado por crise nos lares de idosos

Governo da Irlanda criticado por crise nos lares de idosos
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Isabel Marques da SilvaShona Murray
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Uma enfermeira, que pediu anonimato, disse à euronews que mais de metade da equipa de saúde do lar onde trabalha ficou ficou infetada e que foram contratados tarefeiros, que circulam entre várias instituições.

PUBLICIDADE

O governo irlandês está sob fortes críticas devido a propagação da pandemia da Covid-19 nos lares de idosos e à falta de testes para os funcionários dessas instituições.

Uma enfermeira, que pediu anonimato, disse à euronews que mais de metade da equipa de saúde do lar onde trabalha ficou ficou infetada e que foram contratados tarefeiros, que circulam entre várias instituições.

"Eles deslocam-se para trabalharem em lares e hospitais por todo o país, não acontece apenas connosco. Muitas pessoas com quem conversei não foram testadas e a razão pela qual não lhes fazem testes é porque não apresentaram sintomas", disse.

Os óbitos em lares e centros de dia para idosos representam quase dois terços do total de vítimas mortais por Covid-19 na Irlanda, uma das percentagens mais altas os países da União Europeia.

“Alguns estudos epidemiológicos mostraram que um fator-chave na propagação da doença nos lares de idosos é o facto dos funcionários circularem por equipas diferentes. Outro problema é o que fazem quando deixam o local de trabalho. Alguns funcionários são estrangeiros e partilham casa com funcionários que trabalham noutros lares ou hospitais, aumentando o risco da doença se espalhar de um local para outro", explicou Sean Kennelly, médico no oHospital Tallaght, em Dublin (capital irlandesa).

O Serviço de Saúde da Irlanda anunciou um grande pacote financeiro de assistência a estes profissionais, mas o dinheiro ainda não chegou aos destinatários, que começam a mostrar dificuldade em gerir o stress.

“Choramos muitas vezes no trabalho. Uma piada comum no trabalho é dizer que é bom usar máscaras porque não se vê que a maioria de nós passa grande parte do dia a chorar. Choramos porque morrem utentes ou porque nos sentimos culpados por não poder estar ao lado daqueles que mais precisam, como é o caso daqueles que sofrem de demência", disse a enfermeira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Governo britânico acusado de negligência

Micheál Martin aprovado pelo parlamento

Lares de idosos em França pressionados pela pandemia de Covid-19