EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Inglaterra quer devolver migrantes a França

Inglaterra quer devolver migrantes a França
Direitos de autor Matt Dunham/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Matt Dunham/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

"Reencaminhamento" de pequenas embarcações que chegam ao Canal da Mancha

PUBLICIDADE

Apesar dos avisos das autoridades francesas, a Secretária de Estado do Interior do governo britânico, Priti Patel, prepara-se para enviar de volta pequenas embarcações de migrantes que chegaram ao Canal da Mancha, rumo a Inglaterra.

Segundo um comunicado do Ministério do Interior, os trabalhadores fronteiriços estão a ser formados para empregar táticas de "devolução" em alto mar. Isto permitiria que os oficiais britânicos obrigassem pequenos barcos a regressar às águas francesas, mas não é claro se a medida incluiria também a devolução de migrantes.

As propostas foram rejeitadas pelo governo francês. O Ministro do Interior Gérald Darmanin declarou que "a salvaguarda de vidas humanas no mar tem prioridade sobre considerações de nacionalidade, estatuto e política de migração".

Darmanin anunciou que as autoridades francesas tinham concordado em aumentar "o número de tropas destacadas na costa do Canal" e que um avião britânico estava disponível para fazer a monitorização da costa.

Este é o tipo de movimento que apela aos eleitores de direita, mas as pessoas que conhecem a situação são mais cépticas, afinal não se pode mudar a rota de um barco que pode naufragar no processo.

Esta situação aplica-se, certamente, à maior parte dos pequenos barcos, que são utilizados por migrantes. Para além disso, devolver um barco de volta a águas francesas requer o consentimento dos franceses.

Parece uma ferramenta draconiana, mas que o Ministério do Interior do Reino Unido poderá raramente utilizar. Se a utilizar.
Tadhg Enright
Euronews
Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polónia reforça fronteira com Bielorrússia

França anuncia suspensão das deportações de migrantes afegãos

Presidente do PPE diz que grupo tem a "porta aberta" para o partido rival de Orbán