Projeto europeu apoia renovação do centro histórico da cidade eslovena de Ptuj

Em parceria com The European Commission
Projeto europeu apoia renovação do centro histórico da cidade eslovena de Ptuj
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Aurora Velez
Partilhe esta notícia
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um antigo terreno industrial de um das mais antigas cidades da Eslovénia é hoje o epicentro de uma intensa atividade cultural e profissional.

Situada na antiga rota do âmbar, a cidade eslovena de Ptuj, no nordeste da Eslovénia, tem pouco mais de 23 mil habitantes. 

A antiga fábrica de janelas de vidro integra hoje um grande teatro modular e salas de exposições, entre outras instalações. Um projeto de renovação apoiado pela União Europeia.

"Este é o centro de uma das cidades mais antigas da Eslovénia. Estava realmente degradado antes da intervenção. Quisemos remover todos os carros e reintroduzir os materiais que estavam aqui historicamente. E devolvemos as ruas aos cidadãos, não aos carros", contou à euronews Matevž Zalar, o arquiteto responsável pela obra.

Um projeto financiado pela Política de Coesão da UE

O projeto de restauro inclui os 1348 metros da antiga fábrica de vidro, as ruas medievais adjacentes e a Praça Vrazov, restauradas com as pedras originais. Para o município, é uma vantagem ter novos espaços de vida e de convívio.

"O objetivo era revitalizar o centro histórico, recriar este espaço, dar-lhe um propósito criar um sítio destinado aos jovens na cidade. Há uma série de associações culturais e o projeto integra pessoas idosas, tem uma dimensão intergeracional", sublinhou Nuška Gajšek, presidente do Município de Ptuj.

As instalações albergam ainda um pequeno teatro, onde os estudantes de uma escola ensaiam duas vezes por semana.

"Com este trabalho de vidro renovado, temos novos espaços, que são de alta qualidade, a nível acústico. Aqui as pessoas criam laços, têm a sensação de estar num verdadeiro teatro. As suas obras e criações tornam-se mais maduras e melhores", frisou Ajda Valcl, professora de teatro.

O orçamento total do projeto ultrapassa os 4,9 milhões de euros. Cerca de 2,1 milhões provêm da Política de Coesão Europeia. Cerca de 2,2 milhoes são financiados pelo do Município de Ptuj e cerca de 500 mil euros ficam a cargo Ministério do Ambiente da Eslovénia.

Partilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Povo Sámi espera reforçar laços com a UE para fazer ouvir a sua voz

Transição ecológica europeia afeta Povo Sámi