EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Ativistas exigem tributação dos super-ricos ao Parlamento Europeu

Mais de 280 mil milhões de euros de impostos poderiam ser cobrados, por ano, na UE, diz a Oxfam
Mais de 280 mil milhões de euros de impostos poderiam ser cobrados, por ano, na UE, diz a Oxfam Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Maria Psara
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um jacto insuflável para simbolizar o estilo de vida luxuoso dos super-ricos e para sublinhar a desigualdade na UE. Foi com este adereço que as ONG Avaaz, WeMove e Oxfam se manifestaram em frente ao Parlamento Europeu, em Bruxelas, alertando para a falta de tributação justa.

PUBLICIDADE

"Tivemos a inflação, a crise do custo de vida, a pandemia. E vemos que são principalmente os cidadãos comuns que estão a arcar com os custos dessas crises. 99% da população da União Europeia (UE) ficou mais pobre desde 2020. Por isso, hoje pedimos para esquecer a austeridade. Pedimos mais financiamento público,seja para financiar hospitais ou para financiar a ação climática", disse Julien Desiderio, consultor político sobre impostos e desigualdade na Oxfam Bélgica, em entrevista à Euronews.

"Sabemos onde está o dinheiro. Isto não é uma ciência difícil", acrescentou, junto do jacto insuflável que simboliza o estilo de vida luxuoso dos super-ricos.

Mais de 280 mil milhões de euros de impostos poderiam ser cobrados, anualmente, na UE se os governos aumentassem a tributação sobre as grandes fortunas, calcula a Oxfam.

A análise desta organização não-governamental também  diz que o 1% da população que tem mais dinheiro emite em média 14 vezes mais de dióxido de carbono do que o cidadao da classe media.

Tributar os mais ricos seria ter, também, mais dinheiro para a luta contra as alterações climáticas, referiu Julio Carini, ativista da We Move Europe: "Se conseguirmos impor um imposto sobre a riqueza dos super-ricos, poderemos ter fundos para ajudar a salvar o nosso planeta". 

"Seriam fundos para ajudar as comunidades que foram mais afetadas pela catástrofe climática, incluindo os agricultores. Os agricultores são constantemente afetados pelo que está a acontecer com o nosso clima, com as secas, com as inundações. E precisamos do dinheiro. E esse dinheiro pode vir da tributação dos super-ricos que quase não pagam nada. É realmente injusto", disse à euronews.

Os ativistas defendem que a UE deve estabelecer um nível mínimo de tributação sobre os ganhos de capital e os lucros extraordinários e inesperados das grandes empresas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ativistas criticam baixa captação de impostos sobre indústria de energia fóssil

"Milionários Patriotas" querem pagar mais impostos

Milionários não pagam impostos