EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Rússia volta a atacar o setor energético da Ucrânia

Pessoal dos serviços de emergência trabalha para extinguir incêndio na região de Ivano-Frankivsk
Pessoal dos serviços de emergência trabalha para extinguir incêndio na região de Ivano-Frankivsk Direitos de autor AP/Ukrainian Emergency Service
Direitos de autor AP/Ukrainian Emergency Service
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

A Rússia lançou 21 mísseis supostamente visando a infraestrutura energética ucraniana, de acordo com a força aérea da Ucrânia.

PUBLICIDADE

A força aérea da Ucrânia disse que a Rússia lançou 34 mísseis contra a Ucrânia durante a noite e 21 foram abatidos pelas defesas aéreas ucranianas.

A Rússia disse que os seus sistemas de defesa aérea intercetaram mais de 60 drones ucranianos sobre a região sul de Krasnodar.

Num post no Telegram, o ministro da Energia, Herman Halushchenko, disse que as instalações de energia em Dnipropetrovsk, no sul do país, e Ivano-Frankivsk e Lviv no oeste foram atacadas e que um engenheiro ficou ferido.

A operadora privada de energia DTEK disse que quatro das suas centrais térmicas foram danificadas e houve “vítimas”. Dois civis ficaram feridos, segundo relatos do Kyiv Post.

No início deste mês, a Rússia destruiu uma das maiores centrais elétricas da Ucrânia e danificou outras num ataque maciço de mísseis e drones, ao renovar o seu esforço para atingir as instalações de energia da Ucrânia.

A Ucrânia apelou aos seus aliados ocidentais por mais sistemas de defesa aérea para afastar tais ataques.

Numa reunião do Grupo de Contacto da Defesa da Ucrânia na sexta-feira, o secretário da Defesa dos EUA, Lloyd Austin, anunciou que os EUA vão fornecer à Ucrânia munições e equipamentos adicionais para os seus lançadores de defesa aérea.

Hospital psiquiátrico danificado

Mais a leste, um hospital psiquiátrico foi danificado e uma pessoa ficou ferida depois de a Rússia ter lançado um ataque com mísseis durante a noite contra a segunda maior cidade da Ucrânia, Kharkiv.

As fotos da cena mostraram uma enorme cratera no terreno da instalação e pacientes a abrigar-se nos corredores. O governador regional Oleh Syniehubov disse que uma mulher de 53 anos ficou ferida.

Na Rússia, o Ministério da Defesa disse que os sistemas de defesa aérea russos intercetaram 66 drones sobre a região sul de Krasnodar. Mais dois drones foram abatidos sobre a Península da Crimeia anexada a Moscovo.

O governador da região de Krasnodar, Veniamin Kondratyev, disse que as forças ucranianas atacaram uma refinaria de petróleo e instalações de infraestruturas mas que não houve vítimas nem danos graves. O departamento regional do Ministério das Situações de Emergência informou que deflagrou um incêndio na refinaria de petróleo de Slavyansk, em Slavyansk-on-Kuban, durante o ataque.

As autoridades ucranianas normalmente recusam-se a comentar os ataques em solo russo, mas o Ministério da Energia ucraniano afirmou sábado que duas refinarias de petróleo na região de Krasnodar foram atingidas por drones.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líderes polaco e lituano supervisionam exercícios militares ao longo da fronteira

EUA enviam novo pacote de ajuda a Kiev no valor de seis mil milhões - com mísseis Patriot incluídos

UE admite rever Acordo de Associação com Israel devido à situação em Rafah