EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Primeiro-ministro eslovaco fora de perigo, diz vice-primeiro-ministro

Flores são colocadas no exterior do Hospital Universitário F. D. Roosevelt em Banska Bystrica, no centro da Eslováquia, sábado, 18 de maio de 2024
Flores são colocadas no exterior do Hospital Universitário F. D. Roosevelt em Banska Bystrica, no centro da Eslováquia, sábado, 18 de maio de 2024 Direitos de autor Lefteris Pitarakis/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Lefteris Pitarakis/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Daniel BellamyJoão Azevedo com AP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em inglês

Quatro dias após a tentativa de assassinato, o estado de saúde do primeiro-ministro eslovaco continua a inspirar muitos cuidados, mas os piores receios "já passaram", afirmou este domingo o vice-primeiro-ministro do país. Atirador pode não ter atuado sozinho, informou o ministro da Defesa.

PUBLICIDADE

O estado de saúde do primeiro-ministro eslovaco, Robert Fico, continua a ser "grave", mas os piores receios "já passaram", disse este domingo aos jornalistas o vice-primeiro-ministro do país. 

"Agora sentimo-nos todos um pouco mais relaxados", referiu o número dois do executivo eslovaco, acrescentando que "o prognóstico é positivo".

Fico, de 59 anos, foi submetido a duas horas de cirurgia na sexta-feira para remover tecido morto dos ferimentos de bala e ainda não está em condições de ser transferido para um hospital na capital, Bratislava.

O vice-primeiro ministro afirmou anteriormente que Fico tinha sofrido quatro ferimentos de bala: dois ligeiros, um moderado e um grave.

O ministro do Interior da Eslováquia disse que se um dos tiros "fosse apenas alguns centímetros mais acima, teria atingido o fígado do primeiro-ministro".

Fico foi baleado no abdómen quando cumprimentava os seus apoiantes após uma reunião do governo na quarta-feira, na cidade de Handlova, no centro da Eslováquia, num ataque que provocou ondas de choque em toda a nação profundamente polarizada da União Europeia.

O ataque de quarta-feira foi a primeira grande tentativa de assassínio de um líder político europeu em mais de 20 anos.

Analistas político afirmam que o tiroteio expôs um clima político cada vez mais divisivo, tanto na Eslováquia como em toda a Europa.

Fico, um veterano político, há muito que é uma figura polémica na Eslováquia e não só. O seu regresso ao poder, no ano passado, com políticas pró-Rússia, levou a que os seus colegas membros da União Europeia e da NATO receassem que abandonasse o rumo pró-ocidental do seu país, em especial em relação à Ucrânia.

Atirador pode não ter atuado sozinho

O suspeito do atentado contra o primeiro-ministro eslovaco pode não ter atuado sozinho, informou este domingo vice-primeiro ministro do país. 

A possibilidade está a ser investigada pelas autoridades competentes na Eslováquia.

O número dois do governo eslovaco adiantou que poderá ter havido uma "terceira parte" envolvida no incidente "em benefício do perpetrador".

"A situação está a revelar-se ainda pior do que esperávamos", disse Robert Kalinak.

 "Além disso, há outras indicações de que estes factos relativos ao ataque de quarta-feira foram discutidos num círculo mais alargado. Tudo isto é uma informação chocante e, para muitos de nós, seria muito mais fácil se pudéssemos falar apenas de uma pessoa."

Segundo informações da comunicação social eslovaca, o atirador é um antigo segurança de 71 anos, também poeta amador.

O homem acusado de tentar assassinar Fico vai permanecer atrás das grades até ao dia do julgamento, ordenou o juiz do Tribunal Especial da Eslováquia, no sábado, depois dos procuradores terem dito que temiam que ele pudesse fugir ou cometer outros crimes, se fosse libertado.

O suspeito pode recorrer da decisão para o Supremo Tribunal, mas até à data não foi publicada qualquer declaração sua ou de um advogado em seu nome.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primeiro-ministro eslovaco foi submetido a nova operação e permanece em estado crítico

Guarda-costas de Fico cometeram erros, diz perito em segurança

Ataque contra Robert Fico ameaça aprofundar a divisão política na Eslováquia