EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Países Baixos: na reta final antes das eleições europeias, a extrema-direita é dada como vencedora

Campanha eleitoral nos Países Baixos
Campanha eleitoral nos Países Baixos Direitos de autor кадр из видео телеканала NOS via EBU
Direitos de autor кадр из видео телеканала NOS via EBU
De  Amandine Hess
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A extrema-direita vai ganhar nos Países Baixos, segundo uma sondagem da IPSOS para a Euronews. O grupo Identidade e Democracia poderá conquistar 18 dos 31 lugares do país no Parlamento Europeu. Os Verdes e o Renew poderão ganhar sete lugares cada um.

PUBLICIDADE

Os principais candidatos neerlandeses ao Parlamento Europeu saíram à rua a fim de tentarem conquistar os eleitores durante o último fim de semana de campanha antes das eleições.

O que está efetivamente em jogo é o futuro da Europa. Em todo o tipo de questões, como a nossa segurança e o nosso clima, a questão é saber se queremos uma Europa forte ou fraca. É essa a verdadeira escolha no dia 6 de junho.
Bas Eickhout
GroenLinks-PvdA

Dirk Gotink é candidato pelo Novo Contrato Social, um partido de centro-direita fundado há 9 meses: "Estamos a subir, em abril estávamos a zeros e agora o segundo lugar é possível.

Os eleitores terão de escolher entre 20 listas. "Todas as regulamentações que estão a chegar, para os animais, a natureza, o ambiente, o clima, é disso que se trata nestas eleições", salienta Anja Hazekamp, do PvdD.

Foi uma oportunidade para alguns fazerem frente a Geert Wilders, que saiu vencedor nas eleições gerais.

Há muita coisa em jogo. Parece que os selvagens podem voltar a ser os grandes nestas eleições. Ele quer destruir a Europa a partir do seu interior
Rob Jetten
D66

A extrema-direita vai ganhar nos Países Baixos, segundo uma sondagem da IPSOS para a Euronews.

O grupo Identidade e Democracia poderá ganhar 18 dos 31 lugares, de acordo com a mesma sondagem. Os Verdes e o Renew poderão ganhar sete lugares cada um.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Itália: confrontos na Câmara dos Deputados durante votação polémica

Líder da coligação mais votada nas legislativas na Bulgária anuncia que não será primeiro-ministro

NATO: novo plano de ajuda à Ucrânia