EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Eleições europeias: já abriram as urnas nos Países Baixos

Ciclistas passam por um cartaz das eleições europeias em frente ao Museu Marítimo em Amesterdão, Países Baixos, quarta-feira, 5 de junho de 2024.
Ciclistas passam por um cartaz das eleições europeias em frente ao Museu Marítimo em Amesterdão, Países Baixos, quarta-feira, 5 de junho de 2024. Direitos de autor Peter Dejong/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Peter Dejong/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

É o único país da União Europeia a iniciar um dia único de votação tão cedo. Sociais-democratas estão empatados com a extrema-direita nas sondagens. Partido pela Liberdade, de Geert Wilders, tornou-se o maior partido do parlamento neerlandês nas eleições legislativas do país há seis meses.

PUBLICIDADE

As urnas nos Países Baixos abriram às 7h30 (6h30 em Lisboa) para o arranque dos quatro dias de votação nas eleições para o Parlamento Europeu.

É o único país a iniciar tão cedo um dia único de votação, sendo seguido pela Irlanda na sexta-feira e pelos restantes países da União Europeia (UE) durante o fim de semana.

Abertura das urnas nos Países Baixos para votação nas eleições europeias de 2024.
Abertura das urnas nos Países Baixos para votação nas eleições europeias de 2024.Euronews

O resto da Europa assiste om particular atenção à votação neerlandesa, uma vez que os Países Baixos são considerados os precursores de uma esperada viragem europeia para a direita.

Os Países Baixos elegem 31 dos 720 deputados do Parlamento Europeu.

Há cinco anos, o PvdA, liderado pelo ex-vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans, tornou-se o maior partido. Desta vez, e mesmo estando em coligação com o GroenLinks, o PvdA está empatado com o PVV de Geert Wilders nas sondagens.

Em 2019 o partido de Wilders elegeu apenas um eurodeputado, mas foi o vencedor das últimas eleições legislativas dos Países baixos, há seis meses, tornando-se a maior força política do parlamento neerlandês.

A afluência às urnas nas eleições europeias nos Países Baixos não costuma ser elevada.

Há cinco anos, menos de 42% dos eleitores elegíveis foram às urnas, sendo que vários líderes dos partidos neerlandeses receiam que a taxa de participação nestas eleições não seja muito maior.

Cerca de 400 milhões de cidadãos irão votar neste sufrágio que deverá trazer ganhos significativos à extrema-direita.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Como tornar a Europa mais segura? Foi o tema do grande debate nos Países Baixos que votam hoje

Países Baixos: na reta final antes das eleições europeias, a extrema-direita é dada como vencedora

Antigo chefe dos serviços secretos holandeses deverá ser o novo primeiro-ministro dos Países Baixos