EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Arrancou a campanha para as eleições legislativas antecipadas em França

Líderes da coligação de esquerda francesa para as próximas eleições participam numa conferência de imprensa em Paris, sexta-feira, 14 de junho de 2024.
Líderes da coligação de esquerda francesa para as próximas eleições participam numa conferência de imprensa em Paris, sexta-feira, 14 de junho de 2024. Direitos de autor Thomas Padilla/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Thomas Padilla/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em francês

As candidaturas já estão encerradas e são conhecidos os candidatos que vão disputar os 577 lugares na Assembleia Nacional.

PUBLICIDADE

Após uma semana de reviravoltas, a campanha oficial para as eleições legislativas antecipadas arrancou em França.

As candidaturas estão agora encerradas e já são conhecidos os candidatos que irão disputar os 577 lugares na Assembleia Nacional.

A votação é feita através de um sistema maioritário em dois momentos de escrutínio. Assim, os eleitores serão chamados às urnas nos dias 30 de junho e 7 de julho para eleger os deputados.

O Presidente Emmanuel Macron convocou a realização de eleições legislativas antecipadas na sequência da vitória do partido de extrema-direita Rassemblement National nas eleições europeias.

A última semana foi marcada por intensas negociações para formar alianças. Os partidos de esquerda reuniram-se sob a bandeira da Frente Popular.

À direita, a aliança entre os Republicanos e o Rassemblement National deu origem a uma acesa polémica. A exclusão de Éric Ciotti do partido Les Républicains, na sequência do acordo com o RN, foi temporariamente suspensa pelos tribunais.

Em França, realizaram-se também manifestações contra a extrema-direita.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Com 30 lugares, o Rassemblement National é a maior delegação nacional do Parlamento Europeu

Eric Ciotti expulso do partido conservador francês por se ter aliado à extrema-direita

Macron incentiva partidos moderados a unirem-se para vencerem a extrema-direita nas legislativas