Custos operacionais de um ferry elétrico "são mais baixos"

Em parceria com The European Commission
Custos operacionais de um ferry elétrico "são mais baixos"
De  euronews
Partilhe esta notícia
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A euronews falou com Trine Heinemann, coordenadora do projeto europeu E-ferry que tem como objetivo apoiar a construção e utilização de ferrys eletricos, para reduzir as emissões de CO2.

A euronews falou com Trine Heinemann, coordenadora do projeto europeu E-ferry que tem como objetivo apoiar a construção e utilização de ferrys eletricos, para reduzir as emissões de CO2.

Trine Heinemann: "Em termos de custo de construção, é mais caro construir embarcações movidas a bateria em relação a uma embarcação convencional. Mas os custos operacionais são muito mais baixos no caso das embarcações movidas a bateria. Por isso, após um período de um ano e meio a três anos, começamos realmente a ganhar dinheiro ou a economizar em relação ao custo total".

euronews: "É por isso que as empresas estão interessadas em ter navios elétricos?"

Trine Heinemann: "Sim, por isso e também pelo facto de existirem algumas normas sobre a quantidade de partículas e gases com efeito de estufa que os navios são autorizados a emitir. Existem leis nacionais sobre as emissões em áreas portuárias, com o objetivo de melhorar o ambiente das cidades, mas, existem também regulamentos internacionais. Alguns desses regulamentos foram propostos pela Organização Marítima Internacional, para contribuir para o esforço global de redução de CO2. Agora, o transporte marítimo faz parte desse esforço. Esse objetivo integra vários regulamentos e obriga cada navio a reduzir as emissões a um determinado ritmo, ao longo do tempo".

Partilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Projeto europeu apoia agricultura 4.0

Projeto europeu usa leveduras para fabricar biomateriais