EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

O comandante "Kirk" vai finalmente ao "Caminho das Estrelas"

O comandante "Kirk" vai finalmente ao "Caminho das Estrelas"
Direitos de autor AP/Blue Origin
Direitos de autor AP/Blue Origin
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

William Shatner, que durante décadas comandou os destinos da USS Enterprise, no "Star Trek", embarca no foguetão New Shepard para uma viagem espacial

PUBLICIDADE

Desta vez é mesmo a sério. O comandante James T. Kirk, que levou a USS Enterprise pelo "Caminho das Estrelas", há mais de meio século, viaja para o espaço esta quarta-feira.

Aos 90 anos, o ator William Shatner vai tornar-se a pessoa mais velha numa viagem espacial. O convite é da agência de viagens espaciais Blue Origin de Jeff Bezos, o patrão da Amazon.

Desta vez é mesmo a sério. O comandante James T. Kirk, que levou a USS Enterprise pelo "Caminho das Estrelas", há mais de meio século, viaja para o espaço esta quarta-feira.

Aos 90 anos, o ator William Shatner vai tornar-se a pessoa mais velha numa viagem espacial. O convite é da agência de viagens espaciais Blue Origin de Jeff Bezos, o patrão da Amazon.

A viagem está a criar grande entusiasmo na Califórnia. Um residente, Joseph Barra, não perde pitada desta aventura.

"O William Shatner estava a conversar com um astrofísico e ele colocou-lhe uma questão muito importante. Algo assim, como... O que é que vais fazer quando estiveres lá em cima? Vais brincar com os instrumentos de bordo? O que é que vais fazer? E o William Shatner disse-lhe: Estou particularmente excitado com a ideia de olhar pela janela".

Com esta viagem de apenas 11 minutos, William Shatner torna-se protagonista : da ficção, da realidade e do momento em que a realidade ultrapassa a ficção.

Este é o segundo voo com passageiros a agência criada por Bezos; o primeiro realizou-se em julho, com o próprio Jeff Bezos.

O foguetão New Shepard, completamente automatizado e reutilizável, é composto por um propulsor e uma cápsula de design ultramoderno que se separam em pleno voo. A cápsula deverá ultrapassar a chamada linha de Karman, a 100 km de altitude, a fronteira do espaço, de acordo com a convenção internacional e votar à Terra próximo do local de descolagem, travada por três paraquedas e um retro propulsor.

Para além do ator canadiano, haverá mais três pessoas a bordo: Chris Boshuizen, um antigo engenheiro da NASA e cofundador da Planet Labs, uma empresa americana de fotografia de alta resolução, a partir de satélites; Glen de Vries, cofundador da Medidata Solutions, uma empresa especializada em equipamento de ensaios clínicos para a indústria farmacêutica e Audrey Powers, responsável da Blue Origin para as operações de voo e manutenção do foguetão.

A competição das viagens espaciais está ao rubro nos Estados Unidos entre a Blue Origin, a Virgin Galactic, do multimilionário britânico, Richard Branson e SpaceX do patrão da Tesla, Elon Musk, que já enviou quatro turistas para o espaço, durante três dias, numa órbita à volta da Terra.

A conquista do espaço, durante muitas décadas domínio de agências governamentais e assunto de estado, está a tornar-se cada vez mais terreno de empresas privadas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Nova linha do metro de Roma não terá gladiadores, mas vai passar por baixo do Coliseu

Entusiastas de automóveis clássicos debatem a conversão dos motores de combustão em elétricos

Em 2026, autoestradas da UE terão um posto de carregamento de carros elétricos a cada 60 km