EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Colapso do Silicon Valley Bank gera receios de crise financeira

Sede do Silicon Valley Bank em Santa Clara
Sede do Silicon Valley Bank em Santa Clara Direitos de autor AP Photo/Jeff Chiu
Direitos de autor AP Photo/Jeff Chiu
De  Euronews com AP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Eis o que saber sobre a razão do fracasso do banco, quem foi mais afetado, e como pode ou não afetar o sistema bancário nos EUA e em todo o mundo

PUBLICIDADE

O Silicon Valley Bank, pertencente ao grupo SVB Financial, foi encerrado na sexta-feira, após a Reserva Federal dos Estados Unidos (EUA) ter aumentado as taxas de juro, afastando potenciais investidores da instituição financeira conhecida pelas suas relações com empresas de tecnologia de ponta e capital de risco.

Trata-se do maior fracasso de uma instituição financeira com sede nos EUA desde que o Washington Mutual entrou em colapso no auge da crise financeira em 2008.

Eis o que saber sobre a razão do fracasso do banco, quem foi mais afetado, e como pode ou não afetar o sistema bancário mais vasto nos EUA e em todo o mundo.

A Reserva Federal dos EUA aumentou as taxas de juro

O Silicon Valley Bank foi duramente atingido pela queda dos stocks tecnológicos no ano passado, bem como pelo plano agressivo da Reserva Federal de aumentar as taxas de juro para combater a inflação.

O banco comprou milhares de milhões de dólares em obrigações nos últimos anos, utilizando os depósitos dos clientes, como acontece com a maioria dos bancos.

Estes investimentos são seguros, mas o seu valor caiu porque pagaram taxas de juro mais baixas do que o que uma obrigação comparável pagaria se fosse emitida no ambiente atual de taxas de juro mais elevadas.

Os investidores do Silicon Valley perderam capacidade de investimento

Os clientes do Silicon Valley eram, em grande parte, start-ups e outras empresas centradas na tecnologia que começaram a tornar-se mais carentes de dinheiro ao longo do ano passado.

O financiamento de capital de risco diminuía; as empresas não conseguiam obter rondas adicionais de financiamento para empresas não rentáveis e, por conseguinte, tinham de utilizar os seus fundos existentes - frequentemente depositados no Silicon Valley Bank, que se encontrava no centro do universo de arranque da tecnologia.

Assim, os clientes do Silicon Valley começaram a retirar os seus depósitos.

Isso exigiu a venda de obrigações tipicamente seguras com prejuízo, e essas perdas somaram-se ao ponto de o Silicon Valley Bank se tornar efetivamente insolvente.

O banco tentou angariar capital adicional através de investidores externos, mas não conseguiu encontrá-los. No início, não foi um problema enorme, mas os levantamentos começaram a exigir que o banco começasse a vender os seus próprios ativos para satisfazer os pedidos de levantamento dos clientes.

O Silicon Valley Bank vendeu a sua carteira de obrigações com prejuízo

Os clientes eram, em grande parte, empresas e ricos. Receavam mais a falência de um banco, uma vez que os seus depósitos eram superiores a 250.000 dólares (234.575 euros) ou ao limite imposto pelo governo dos EUA ao seguro de depósitos.

Isso exigiu a venda de obrigações tipicamente seguras com prejuízo e essas perdas somaram-se ao ponto de o Silicon Valley Bank se tornar efetivamente insolvente.

O banco tentou angariar capital adicional através de investidores externos, mas não conseguiu encontrá-los.

Uma corrida bancária afundou o navio

O banco da tecnologia foi derrubado pela questão mais antiga da banca: uma corrida sobre ele.

Os reguladores bancários não tiveram outra escolha senão confiscar os ativos do Silicon Valley Bank para proteger os ativos e depósitos ainda existentes no banco.

O que acontece agora?

Neste momento, os peritos não esperam que os problemas se espalhem para o setor bancário em geral.

Pode haver algumas bolsas de instabilidade, como se viu com o mergulho do mercado criptográfico na manhã de sábado, que já mostrou sinais de recuperação.

PUBLICIDADE

O Silicon Valley Bank era grande mas tinha uma existência única, servindo quase exclusivamente o mundo tecnológico. 

Outros bancos são muito mais diversificados em múltiplas indústrias, bases de clientes e geografias.

Contudo, pode haver efeitos de ondulação económica, especialmente no mundo tecnológico dos EUA, se o dinheiro que resta atualmente no Silicon Valley Bank não puder ser libertado rapidamente.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líderes financeiros europeus negam contágio da crise norte-americana

Como se proteger contra as burlas neste Natal

Líder da Binance renuncia ao cargo e admite falhas no combate à lavagem de dinheiro