Missão lunar da nave Odysseus interrompida após uma aterragem lateral

Nave Odysseus
Nave Odysseus Direitos de autor AP/Intuitive Machines
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Apesar da falha na aterragem, a Odysseus tornou-se a primeira nave espacial americana a aterrar na Lua desde 1972.

PUBLICIDADE

Os engenheiros de controlo de voo esperam perder contacto com a nave Odysseus, interrompendo a missão lunar do aparelho, cinco dias após uma aterragem lateral perto do polo sul da Lua.

Na passada quinta-feira, a nave patrocinada pela NASA, chegou demasiado depressa ao destino e o pé de uma das suas seis bases ficou preso na superfície, provocando a sua queda.

A Intuitive Machines, empresa privada responsável pelo módulo de aterragem, revelou nessa altura que a missão terminaria ao fim de cinco dias, em vez dos sete a dez previstos. Ainda não se sabe a quantidade de dados científicos que se poderão perder em resultado desta alteração.

Apesar da falha na aterragem, a Odysseus tornou-se a primeira nave espacial americana a aterrar na Lua desde que a última missão Apollo da Nasa levou os astronautas Gene Cernan e Harrison Schmitt, em 1972, à superfície lunar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Peter Higgs, Prémio Nobel da Física que propôs o bosão de Higgs, morre aos 94 anos

Eclipse solar total atravessa a América do Norte. Recorde o momento

Qual o melhor sítio da Europa para ver o eclipse solar de segunda-feira?