EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Quais os destinos mais seguros para viajar este ano?

Destinos mais seguros para viajar
Destinos mais seguros para viajar Direitos de autor Unsplash Adam Neumanna
Direitos de autor Unsplash Adam Neumanna
De  Laura Sanders & Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A covid-19 trocou as voltas a muitos viajantes. Saiba quais são os destinos mais seguros do mundo, tendo em conta a estabilidade no número de casos, ao longo da pandemia.

PUBLICIDADE

A vacina da covid-19 deu a muitos dos amantes das viagens a esperança de poder voltar a viajar. Mas com a situação a mudar diariamente, a par das restrições para entrar em cada país, é difícil identificar um local de baixo risco para escolher o próximo destino e reservar a viagem.

O especialista canadiano em viagens, Matthew Keezer, sugere a procura de lugares que se tenham mantido estáveis durante toda a pandemia, em vez da escolha de destinos que eram populares antes da pandemia.

O que torna um destino seguro?

Nenhum lugar é imune à covid-19. Mas tem mais hipóteses de passar uns dias de férias, com restrições relativamente baixas, se procurar lugares que tenham tido menos casos de covid-19. Isto é, cidades e áreas onde os hospitais têm evitado a sobrelotação e são menos propensos a impor recolher obrigatório ou outras restrições.

Madeira e Porto Santo, Portugal: o destino de viagem mais seguro da Europa

Getty via Canva
Ilha da MadeiraGetty via Canva

Apesar de Portugal continental ter tido muitos casos diários de covid-19 , as ilhas do arquipélago da Madeira, menos povoadas, permaneceram o destino mais seguro da Europa desde que a pandemia começou.

Madeira e Porto Santo implementaram medidas sanitárias desde o início para proteger a população local e o destino tem atualmente uma das taxas mais baixas de casos ativos na Europa, com um total de 971 contágios, desde o início da pandemia.

A Madeira é conhecida pela sua natureza exuberante e paisagens de cortar a respiração. E, ao contrário do que acontece na maioria das grandes cidades europeias, no arquipélago rodeado pelo oceano Atlântico, o ar é limpo.

Se está a planear uns dias de trabalho fora de casa, é também uma grande escolha, uma vez que o governo abriu recentemente a primeira aldeia digital nómada da Europa.

Saiba todos os requisitos para viajar aqui.

Monte Carlo, Mónaco: o "recreio para ricos" onde a covid (quase) não entra

Getty via Canva
Monte CarloGetty via Canva

Conhecido como o "recreio para ricos", o Mónaco é outro dos destinos de viagem mais seguros da Europa. O principado conta com cerca de duas dezenas de mortes e um total de 1.787 casos, desde o início da pandemia.

Quer seja para relaxar na praia, ou para jogar em alguns dos casinos de renome mundial de Monte Carlo  (assim que voltarem a estar abertos), esta deslumbrante cidade mediterrânica tem algo para oferecer a todos.

Embora não haja um período obrigatório de quarentena à chegada ao Mónaco, existe atualmente um recolher obrigatório das 19h às 6h da manhã.

Aqui pode manter-se a par das atuais restrições sanitárias no Mónaco.

Martinica, Antilhas Menores: a ilha escarpada das Caraíbas

Getty via Canva
MartinicaGetty via Canva

Depois de um confinamento, a ideia de sol e mar numa ilha escarpada das Caraíbas pode tornar-se ainda mais apetecível.

Caminhadas, canoagem nos maciços do Monte Pelée, ou nadar com tartarugas são apenas algumas das ofertas sugeridas aos turistas na Martinica.

Mais importante ainda, o destino foi 15 vezes menos afetado pela covid-19 do que a maioria dos países da Europa, com 6.000 casos e 45 mortes no total.

PUBLICIDADE

Para entrar na ilha, todos os viajantes com idade superior a 11 anos são obrigados a ter um resultado negativo no teste PCR.

Pode manter-se a par de todas as restrições de viagem aqui.

Asos - Ilha Cefalónia, Grécia: uma aldeia piscatória escondida

Getty via Canva
AsosGetty via Canva

O céu azul, mares cristalinos, excelente cozinha e belas paisagens fazem de Asos destino perfeito para recuperar do stress acumulado ao longo do ano.

Esta antiga e colorida aldeia piscatória é uma das joias escondidas da Grécia, onde pode mergulhar ao na bela Praia de Navagio, ou explorar a Gruta Melissani, conhecida como "o tesouro da Grécia".

PUBLICIDADE

Em termos de segurança, Asos tem quatro vezes menos mortes associadas à covid-19 em comparação a outros países da Europa.

O governo grego permite aos viajantes com um certificado de vacinação covid-19 entrar no país sem quaisquer restrições.

Saiba aqui mais informações sobre os requisitos de viagem.

Taiti, Polinésia Francesa: praias de sonho

Getty via Canva
TahitiGetty via Canva

As águas cristalinas, a exuberante paisagem natural e a rica gastronomia local do Taiti darão ótimas fotografias para o Instagram e certamente fazem da maior ilha da Polinésia Francesa um dos destinos de viagem a ter em conta.

PUBLICIDADE

Mas mais importante ainda, o Taiti é outro destino relativamente seguro para reservar férias em 2021.

O Taiti tem três vezes menos mortes por milhão de habitantes do que França. Em toda a Polinésia Francesa, registaram-se 18.299 casos do vírus e 136 mortes.

A maioria dos viajantes é obrigada a fazer pelo menos um teste PCR com resultado negativo antes de embarcar.

Pode ver as últimas informações de viagem para o Taiti aqui.

PUBLICIDADE

Segurança em primeiro lugar

Apesar de estes locais serem considerados como os destinos mais seguros, todos os viajantes devem ter cuidado com a própria saúde e com a das comunidades que visitam. Siga sempre as diretrizes do governo no país e no estrangeiro.

Siga-nos no Instagram para se manter atualizado sobre os destinos atualmente abertos aos viajantes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Madeira Island Ultra Trail: 115 kms para descobrir a ilha

Verão no Azerbaijão: Baku à beira-mar, cozinha deliciosa e festividades repletas de cultura

Quer umas férias na praia mas não suporta o calor? Estas são as escapadelas de verão mais frescas da Europa