This content is not available in your region

Nashville, EUA. No Trilho dos Direitos Civis pela Cidade da Música

Nashville, EUA. No Trilho dos Direitos Civis pela Cidade da Música
Direitos de autor  euronews   -  
De  Tim Gallagher

Nashville pode ser conhecida como a "Cidade da Música", mas há muito mais a descobrir mais na capital do Tennessee, além do Country Music Hall of Fame.

A música emergente das décadas de 1950 e 1960, tal como soul, rhythm 'n' blues, e gospel, andou de mãos dadas com o avanço dos direitos civis da mesma época.

O Museu Nacional de Música Afro-Americana, tem documentado como instrumentos, sons e artistas trabalharam em conjunto para criar a banda sonora do movimento social.

"A capacidade transformativa da música e da produção musical é algo que celebramos quando falamos sobre o movimento de direitos civis e a música", afirma Katie Rainge-Briggs, curadora de exposições e coleções no museu.

SOUL OF THE SOUTH/EURONEWS
O Museu Nacional de Música Afro-Americana abriu oficialmente em 2021SOUL OF THE SOUTH/EURONEWS

Como influenciou Nashville o Movimento dos Direitos Civis?

A influência de Nashville no movimento dos direitos civis vai muito além da música.

Muitos dos jovens figuras que se destacaram na luta pelos direitos civis, nos anos 60, foram formados na Universidade de Fisk, fazendo de Nashville o epicentro da luta pela igualdade. As contribuições da cidade estão documentadas na Sala dos Direitos Civis da Biblioteca Pública Nacional.

Para Elliott Robinson, especialista do programa na Biblioteca Pública de Nashville "o mais importante é o impacto que Nashville teve noutros locais do Movimento dos Direitos Civis".

Nashville foi fundamental para influenciar o "Verão da Liberdade", no Mississippi, em 1964, depois de os habitantes locais terem participado nos Passeios da Liberdade, três anos antes, e nos protestos pacíficos contra a segregação na cadeia de lojas F. W. Woolworth.

Robinson louva a coragem dos manifestantes. "Eles sabiam que não o estavam a fazer por si próprios, Eles estavam a fazê-lo pelas gerações seguintes".

SOUL OF THE SOUTH/EURONEWS
Biblioteca Pública de NashvilleSOUL OF THE SOUTH/EURONEWS

Como é a comida de Nashville?

A comida sempre esteve no centro do espírito comunitário próspero de Nashville, unindo pessoas dos dois lados da barricada, durante as décadas de 1950 e 1960.

"A comida e a cozinha do Sul desempenharam um enorme papel na aproximação de políticos e jovens ativistas", conta Andrea Blackman, responsável pela Diversidade, Equidade e Inclusão da cidade de Nashville.

"Eles acreditavam que se pudéssemos partilhar o pão, então também poderíamos mudar o mundo juntos".

Atualmente existem em Nashville pessoas de 32 nacionalidades que fizeram da cidade a sua casa, criando uma comunidade diversificada que está representada nas delícias culinárias disponíveis tanto para os visitantes, como para os residentes.