EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Qual foi o papel do Alabama na história do movimento dos direitos civis?

Qual foi o papel do Alabama na história do movimento dos direitos civis?
Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Tim Gallaghereuronews
Partilhe esta notícia
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cidades como Montgomery, Selma e Birmingham foram palco de eventos fundamentais para o movimento dos Direitos Civis, com repercurssões mundiais. Aqui ficam as várias razões para visitar o Alabama.

PUBLICIDADE

Acompanhe o escritor e fotógrafo Johny Pitts pela rota dos Direitos Civis, no sul dos EUA.

Alabama é uma terra de gastronomia de diversão e de história; um estado conhecido em todo o mundo devido ao legado do Movimento dos Direitos Civis.

O Alabama é um lugar especial para os afro-americanos e para todos os que lutam pela igualdade de direitos em todo o mundo.

Euronews
Dexter Avenue King Memorial Baptist ChurchEuronews

Uma perspectiva diferente

Montgomery é conhecida como a 'Capital dos Sonhos'. Alberga monumentos nacionais de destaque como a Igreja Baptista King Memorial da Avenida Dexter e o Memorial Nacional da Paz e Justiça.

Rosa Parks, a mulher que desencadeou um movimento quando se recusou a ceder o seu lugar no autocarro em 1955, é, porventura, a figura mais emblemática da cidade.

"Há muito mais coisas para contar história em relação a Rosa Parks", disse a guia turística local, artista e activista Michelle Browder, que ajudou a desenhar e pintar o mural de Montgomery's Black Lives Matter.

A coragem e determinação de Rosa Parks inspirou as acções subsequente de grupos como o Alabama Christian Movement for Human Rights (ACMHR) e, claro, Martin Luther King Jr.

A guia turística, artista e ativista Michelle Browder mostrou-nos os grandes marcos dessas ações na cidade.

Para Michelle Browder, o conhecimento da história ilumina as pessoas e leva-as a garantir que fenómenos como a segregação e as leis de Jim Crow não voltem a acontecer.

"Ir a todos os museus é ótimo, mas quando visitamos as comunidades atuais, obtemos uma perspectiva diferente", disse Bowder.

euronews
Rosa Parkseuronews

Churrasco da liberdade

Por toda a Montgomery estão os locais de encontro escondidos que actuaram como espaços comunitários e locais de refúgio e educação durante a era dos Direitos Civis.

Um dos lugares simbólicos que ainda existe e que serve a deliciosa cozinha do sul é o Bar-B-Que Pit da Brenda.

"Houve reuniões secretas aqui e este local servia para educar as pessoas que não sabiam ler ou escrever", contou a co-proprietária do local e neta da proprietária original, Monique Bethune.

A avó de Bethune foi uma das principais ativistas que participou na Marcha de Selma para Montgomery em 1965. Há muito para aprender e para provar no seu estabelecimento, mas não vale a pena pedir a receita secreta do molho!

"É mais do que um churrasco. É um churrasco e um legado", sublinhou Monique Bethune.

euronews
A fotografia da avó de Monique Bethuneeuronews

A ponte Edmund Pettus

A cidade de Selma, conhecida mundialmente, tem também uma história marcante. Foi o ponto de partida da marcha de Selma para Montgomery.

Quem visita o Café Shoppe pode contemplar a vista da Ponte Edmund Pettus. A ponte foi o local do Domingo Sangrento, o dia em que a polícia atacou brutalmente manifestantes que marchavam pacificamente pelo direito de voto.

"Temos visitantes dos quatro cantos do mundo... É um testemunho espantoso da importância mundial de Selma", frisou a proprietária do Coffee Shoppe, Jackie Smith.

Partilhe esta notícia

Notícias relacionadas

A influência do Movimento dos Direitos Civis na cultura de Birmingham, Alabama

O Blues e a alma do Delta do Mississippi

Nashville, EUA. No Trilho dos Direitos Civis pela Cidade da Música