EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"Bikepacking": A nova forma de viajar pela Europa

Bikepacking is a great way to see Europe's natural wonders.
Bikepacking is a great way to see Europe's natural wonders. Direitos de autor Canva
Direitos de autor Canva
De  Charlotte Elton
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Descubra três das melhores rotas europeias de "bikepacking" para experimentar este verão

PUBLICIDADE

O bikepacking é a forma perfeita de desfrutar do ar livre este verão.

Os viajantes estão a aderir a esta nova tendência aventureira, que é em parte mochila às costas e em parte cicloturismo. 

As pesquisas por férias numa bicicleta aumentaram 151% no último ano, revela a plataforma de reservas Omio, enquanto as pesquisas por "bikepacking" aumentaram 100%.

Esta opção de férias única combina a liberdade de uma bicicleta com a autossuficiência de uma viagem de mochila às costas. 

Com os bens essenciais presos à bicicleta, pode aventurar-se fora dos caminhos mais conhecidos, descobrindo jóias escondidas que são inacessíveis de carro.

Também é ótimo para o planeta, e ainda melhor se chegar ao seu ponto de partida de comboio.

Muitos comboios têm espaços designados para bicicletas, mas é melhor verificar com antecedência e reservar um lugar para si. A maioria dos fornecedores cobra uma pequena taxa adicional.

Verifique os regulamentos locais de campismo antes de partir. Alguns países europeus permitem o campismo selvagem, o que significa que pode montar uma tenda na maior parte dos terrenos públicos. 

No entanto, a maioria dos países restringe o campismo a zonas designadas. Por isso, certifique-se de que planeia com antecedência.

A duração de cada viagem pode variar de acordo com o seu ritmo, nível de condição física e o número de paragens que fizer pelo caminho.

Desfrute de museus e chocolate entre Amesterdão e Bruges

5 dias, 280 km

Canva
Amesterdão é um paraíso para os amantes de bicileta.Canva

Os ciclistas podem seguir a Rota de Ciclismo do Mar do Norte de Amesterdão, em direção a Bruges. 

Comece a sua viagem na vibrante capital holandesa, admirando os pitorescos canais e os museus de classe mundial.

No caminho para a Bélgica, desfrute de paisagens costeiras, dunas e cidades históricas como Ghent. 

Quando chegar a Bruges, delicie-se com o chocolate e a cerveja belgas. Depois de centenas de quilómetros a pedalar, será certamente merecido.

Embora este percurso seja muito plano, por vezes pode haver ventos fortes, que tornam a viagem mais difícil. Pode utilizar a aplicação Windfinder para determinar a melhor altura e direção para se fazer à ciclovia.

Tanto Amesterdão como Bruges são grandes centros ferroviários, o que significa que o percurso é facilmente acessível de comboio.

Veja os flamingos na estrada para Perpignan

6 dias, 459 km

PUBLICIDADE
Canva
Flamingos no sul de FrançaCanva

Esta rota percorre quase 500 km desde Valence, no sudeste de França, nas margens do rio Ródano, até Perpignan, perto da fronteira com Espanha. 

Os ciclistas devem seguir a secção sul do trilho da divisão europeia, um percurso desafiante com algumas troços acidentados fora de estrada.

No caminho, considere uma paragem em Arles, Património Mundial da UNESCO. A cidade possui ruínas romanas bem preservadas, incluindo o Anfiteatro de Arles e a necrópole de Alyscamps. 

Se a natureza é a sua praia, mantenha os olhos abertos para os flamingos e cavalos selvagens nos pântanos de Camargue.

Valence fica a duas horas e meia de comboio de Paris.

PUBLICIDADE

Subir a Escadaria do Diabo nas Terras Altas da Escócia

14 dias, 885 km

Canva
As subidas íngremes fazem das Terras Altas da Escócia um local desafiante - mas gratificante - para andar de bicicleta.Canva

Atravessando as montanhas e os lagos das Terras Altas da Escócia, o Highland Trail 550 não é para os fracos de coração.

A rota de 885 km leva os ciclistas através da antiga natureza selvagem, passando por cascatas e picos remotos. 

A "Escadaria do Diabo", uma subida íngreme pela encosta de uma montanha, é um dos destaques do percurso, que é recomendado apenas para ciclistas experientes.

A Escócia é um dos poucos países da Europa que consagra na lei o direito ao acampamento selvagem, o que significa que pode montar uma tenda em todos os terrenos públicos (sujeito a algumas isenções e restrições).

PUBLICIDADE

Para chegar ao trilho de comboio, a viagem é de duas horas, de Glasgow para Tyndrum.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Melhores cidades que não são capitais para visitar e escapar às multidões

Férias sem voos: As 5 melhores praias europeias onde podemos chegar de comboio

Como será o futuro das viagens dentro de 50 anos?