EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Swiss Air: Férias dos passageiros "arruinadas" depois de o avião chegar a Espanha sem qualquer bagagem

O voo para Bilbau chegou sem qualquer bagagem a bordo.
O voo para Bilbau chegou sem qualquer bagagem a bordo. Direitos de autor Canva
Direitos de autor Canva
De  Euronews Travel com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Os viajantes terão esperado mais de duas horas para que as suas bagagens aparecessem no tapete rolante do aeroporto de Bilbau.

PUBLICIDADE

Um avião suíço chegou a Bilbau, em Espanha, no sábado, sem uma única peça de bagagem registada a bordo.

Os passageiros terão esperado mais de duas horas para que as suas malas aparecessem no tapete rolante do aeroporto, mas estas nunca chegaram.

Segundo o jornal suíço Blick, os passageiros dizem que o piloto pediu desculpa pelo atraso, mas não explicou o motivo nem os informou de que a sua bagagem não tinha entrado no avião.

Os passageiros afirmam que, quando chegaram ao seu destino, o pessoal da Swiss Air também não lhes disse onde estavam as suas malas. Em vez disso, tiveram de esperar que os funcionários da companhia aérea espanhola Iberia os informassem de que o avião tinha aterrado sem bagagem a bordo.

O passageiro Carsten Redlich disse ao The Blick que as suas férias foram "arruinadas" porque as suas malas foram deixadas para trás. Fazia parte de um grupo de pilotos de parapente que viajavam juntos para Espanha e o acidente deixou-os sem o seu equipamento vital.

Porque é que a bagagem não chegou a Bilbau?

A Swiss Air confirmou que o voo de Zurique descolou sem a bagagem dos passageiros.

O porta-voz da companhia aérea, Kavin Ampalam, disse à agência noticiosa francesa AFP que o problema se deveu a uma falta de tripulação.

Esperaram em Zurique que a situação fosse resolvida, mas após "uma hora e 16 minutos, a situação continuava inalterada e, por razões operacionais, decidimos voar para Bilbau sem as bagagens".

AP Photo/Daniel Maurer
A Swissair Airbus departs off Zurich airport.AP Photo/Daniel Maurer

O voo não podia esperar mais, disse Ampalam, porque os passageiros tinham de ser acolhidos em Bilbau e o avião regressou a Zurique antes do encerramento do aeroporto, às 23 horas.

A Swiss Air não pôde confirmar se os passageiros tinham sido notificados da decisão de deixar as suas bagagens para trás, mas lamenta o incómodo causado aos clientes.

"Ainda estamos a analisar a situação para descobrir exatamente o que aconteceu", disse Ampalam, "isto não deveria acontecer".

Com que frequência é que as companhias aéreas perdem bagagem?

Em 2022, o número de bagagens perdidas atingiu um máximo de 10 anos, com cerca de 26 milhões de malas desaparecidas. Isso representa oito em cada 1.000 peças de bagagem - quase o dobro do número que foi extraviado em 2021.

A escassez de pessoal qualificado, o rápido regresso às viagens internacionais após a pandemia e o congestionamento nos aeroportos foram os culpados, de acordo com um relatório do fornecedor de TI para a aviação SITA.

O relatório concluiu que a Europa é o pior continente para o extravio de bagagens e que os aeroportos maiores, com mais passageiros, registam os piores problemas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bruxelas quer que bagagem de avião tenha regras harmonizadas

Mortes e ferimentos graves provocados por turbulência são raros, mas as alterações climáticas estão a agravá-los

Um morto e vários feridos devido à turbulência num voo de Londres para Singapura