Vídeo

euronews_icons_loading
Diretor do Banco Mundial: "É inaceitável que haja menos de 2% de vacinados em África"