Vídeo

O euro e o dólar representam quase 80% dos pagamentos globais, deixando os bancos russos na lista negra com opções limitadas.