Última hora
This content is not available in your region

Ações da BMW em queda, apesar de aumento das vendas

Ações da BMW em queda, apesar de aumento das vendas
Tamanho do texto Aa Aa

O maior fabricante mundial de carros de luxo, BMW, está a aguentar bem a crise económica, ao contrário da maioria dos fabricantes automóveis europeus. As vendas do gigante alemão subiram mais de 8% e ultrapassaram as 900.000 unidades nos primeiros seis meses do ano. Isso deveu-se sobretudo ao bom desempenho na China e nos Estados Unidos. A BMW prevê apresentar vendas recorde no final do ano.
  
O maior investimento no desenvolvimento de novos modelos fez aumentar os custos da construtora alemã.
  
Como resultado, embora as receitas da BMW tenham subido 7,3% para os 19,2 mil milhões de euros, os lucros antes de impostos caíram 25%.   
 
Apesar do aumento nas vendas e da BMW ter mantido os objetivos para o fim do ano, os gestores estão bastante cautelosos em relação à segunda metade do ano. Na bolsa de Frankfurt, as ações da BMW tiveram uma queda de 2,4%.